Pior ataque contra a pior defesa em ‘duelo mortal’

nacional tem apenas 19 golos marcados; o Tondela já sofreu 49 golos

21 Abr 2017 / 02:00 H.

Tondela e Nacional protagonizam amanhã um ‘duelo mortal’ que, curiosamente, coloca frente a frente o pior ataque do campeonato à pior defesa.

De facto, o Nacional soma apenas 19 golos na I Liga, em 29 jornadas, com uma média de 0,65 golos por jogo. Já o Tondela tem a pior defesa, com 49 golos sofridos à entrada da 30.ª ronda, o que dá uma média de 1,68 golos por encontro.

Para além de ostentarem estes títulos pouco beneméritos, o Nacional tem a segunda pior defesa do campeonato, com 46 golos consentidos, e o Tondela o segundo pior ataque, porque só festejou o golo por 21 ocasiões.

Por aqui se explica que estas duas equipas estejam nos últimos dois lugares do campeonato, com a ‘corda ao pescoço’ e a precisar de pontos, pelo menos dez, para fugirem à despromoção.

Daí que o encontro que terá lugar amanhã, a partir das 16 horas, no Estádio João Cardoso, seja determinante para as duas equipas. Quem perder muito dificilmente escapará à descida e até o empate poderá ser comprometedor para a salvação.

De resto, Tondela e Nacional chegam muito iguais a esta fase da temporada, com a diferença a resumir-se aos golos sofridos e marcados, já que ambas somam quatro vitórias, oito empates e 17 derrotas.

Na época passada a história era em todo idêntica para o Tondela, pois à 29.ª ocupava a última posição, também com 20 pontos, mas acabou por ‘safar-se’. Já o Nacional estava num tranquilo nono lugar, com 37 pontos, mais 17 do que actualmente. E mais 18 golos do que tem à presente data.

Para o embate em Tondela, João de Deus não poderá contar com os contributos de Cádiz e Mauro Cerqueira. De resto, todo o plantel está operacional.