Patrick diz desconhecer interesse dos grandes

Em final de contrato, o defesa brasileiro diz que gostava de ficar no Marítimo

21 Abr 2017 / 02:00 H.

Com o contrato que o liga ao Marítimo a expirar no final da presente temporada, Patrick Vieira tem sido colocado na rota do Benfica, Sporting e Braga. Alguns jornais continentais, desportivos e generalistas, têm anunciado mesmo que o lateral direito do Marítimo, contratado ao América Mineiro em Agosto de 2015, aos 26 anos pode rumar ao Benfica

“Não sei de nada. Tive conhecimento dessas notícias, mas não sei de onde surgiram. O meu empresário é Marcello Zanotti [da empresa Eleven Soccer] e quem me trouxe para o Marítimo foi o Adelson Duarte, que está a conversar com o presidente sobre a minha renovação”, explicou ontem o jogador em conferência de imprensa.

O defesa brasileiro revela que, estando em final de contrato, surgiram “naturalmente algumas coisas”. “O Marcello Zanotti teve algumas propostas para voltar ao Brasil, sei que houve também alguns contactos de Espanha e da Turquia, cujos clubes nem sei quem são, mas o que quero é continuar a jogar na Europa”, assegura.

Patrick Vieira revela ainda que já manteve uma conversa com o presidente Carlos Pereira. “Recebi uma proposta do Marítimo para renovação do contrato que não me agradou. Eu quero ficar, o presidente sabe disso, pelo que foi apresentada uma contra-proposta, esperando agora pelo seu desfecho”, diz.

O jogador maritimista considera que o seu trabalho no Marítimo foi positivo. “Cheguei em 2015 e já fiz 66 jogos pelo Marítimo [em todas as competições] em menos de dois anos. Acho que é um registo muito bom, numa tinha tido antes uma sequência tão boa, e isso valoriza-me. Julgo que o presidente sabe disso e ele, que tão bem administra o clube, saberá o momento certo para valorizar-me ou não”, sustenta o jogador que, neste âmbito, agradece a Daniel Ramos o ter ajudado. “Não estava a jogar esta época antes da chegada dele”, recorda.

De qualquer maneira, Patrick Vieira valoriza as noticias que foram vinculadas. “São noticias que motivam bastante. Talvez tenham surgido por termos brevemente um jogo com o FC Porto e seja para me motivar para esse embate”, atira.

Não escondendo que qualquer jogador tem a ambição de jogar num clube grande, o defesa brasileiro, diz-se focado no Marítimo. “Quero ajudar o clube a concretizar os seus objectivos e, quem sabe, poder jogar na Liga Europa para o ano”, pelo que importa vencer o Belenenses neste sábado. “É um jogo primordial, mas a nossa equipa está forte e confiante. O treinador tem trabalhado bastante em cima disso e em casa somos fortes e, com o grande apoio do nosso público, queremos continuar nesta boa onda”, avança o jogador.

Tópicos

Outras Notícias