Orçamento e PDM do Funchal aprovados

100,2 milhões de euros é o valor do Orçamento para 2018 do Funchal

29 Dez 2017 / 02:00 H.

O Orçamento Municipal para 2018 e o novo Plano Director Municipal (PDM) do Funchal foram ontem aprovados, naquela que foi a última reunião de Câmara do ano. O PSD absteve-se por considerar que este é um Orçamento “egoísta”.

O presidente da Câmara Municipal considera que este é “um instrumento crucial para as opções políticas e as prioridades que foram estabelecidas para a nossa cidade”. “É preciso que em política se cumpra, se diga a verdade e que haja responsabilidade”, frisou.

Paulo Cafôfo destacou que foram consideradas algumas propostas da oposição, “o que significa que apesar do nosso compromisso enquanto vencedores das eleições, não ficámos no nosso reduto e conseguimos uma convergência na aprovação de propostas, que estão vertidas neste documento final”.

O Orçamento da CMF para 2018 tem o valor de 100,2 milhões de euros, sendo, assim, “o maior orçamento depois do último resgate financeiro ao Funchal, em 2011 (PAEL), o que também significa que todo o trabalho que foi feito nos últimos anos, no que concerne à gestão responsável e ao equilíbrio das contas públicas, tem agora uma consequência, que é o aumento deste orçamento e, consequentemente, do investimento, que cresce cerca de 30%, para um total de 25 milhões de euros”.

O relatório de ponderação do novo PDM do Funchal foi o outro documento marcante da reunião. “este é um documento essencial, visto tratar-se do principal instrumento de planeamento da cidade, e garante três questões essenciais”, destacou, sublinhando as questões da Carta de Riscos, Mobilidade e Habitação.

Quanto ao PSD, absteve-se da votação do Orçamento por considerar que este é um documento “egoísta, que não privilegia os interesses dos munícipes”.

Outras Notícias