Oficina Versus Teatro ganha asas com nova produção

‘O Outro Lado dos Pássaros’ estreia no dia 29. Está em cena até ao dia 3 de Junho

18 Mai 2018 / 02:00 H.

O Oficina Versus Teatro, grupo residente da Associação Teatro Experimental do Funchal, estreia ‘O Outro Lado dos Pássaros’ no dia 29, às 21 horas no Cine-Teatro Santo António. A nova produção do grupo inclusivo é um espectáculo de teatro e de poesia gestual com dramaturgia e encenação de Ester Vieira. Vai estar em cena até ao dia 3 de Junho.

Tendo como permissa a comunicação em várias linguagens e presente as possibilidades expressivas do elenco formado por pessoas com e sem necessidades especiais, o guião resultou de um trabalho de equipa e de textos de vários autores. Boss AC, Emmanuelle Laborit, Ester Vieira, Fernando Pessoa, Gonçalo M. Tavares, HMB, Luísa Monteiro, Manuel Jorge Marmelo, Michal Snunit, Rui Pina Coelho, Valério Romão e escrita criativa do grupo combinaram-se como ponto de partida para a nova construção. “As escolhas dramatúrgicas do Oficina Versus têm como critério prioritário - os valores sociais e humanos, orientados para a reflexão e para a mudança de atitudes sociais”, uma função comum à do Teatro, recorda a direcção do grupo.

O projecto ganhou asas e a partir dos pássaros,” que inspiram e espelham as grandes aspirações dos homens”, o Oficina Versus representa diferentes tipos de homens. “Há homens-pássaros ambiciosos que arriscam demais, queimando as asas no calor do sol e sucumbindo nas águas do oceano. Há os que se renovam continuamente, emergindo das suas próprias cinzas. E há os que nem conhecem o poder das suas próprias asas”, podemos ler na sinopse.

Teresa Rebelo, Duarte Nuno Filipe e Paulo Sérgio BEJu são três artistas que se juntaram a esta produção. Teresa canta e representa, Nuno Filipe assume o acompanhamento ao piano e BEJu a cenografia e colabora no guarda-roupa e adereços. Fábio Martis e Luísa Fernandes, alunos do Curso Design da Universidade da Maadeira colaboram.

15 elementos levam ‘O Outro Lado dos Pássaros’ a palco. Alexandra Ferreira é o ‘Melro Preto’; Alexandra Góis a ‘Arara’; Ana Cristina Vieira a ‘Coruja’; Anastácia Aguiar o ‘Tucano’; Bruno Fernandes a ‘Perdiz’; Cândida Correia a ‘Gaivota’ e Carla Rosado o ‘Albatroz’. O ‘Bisbis’, o ‘Corvo’ e a ‘Águia’ são representados por Carolina Góis, Daniel Rodriguez e Jorge Martins, respectivamente. O ‘Falcão’, a ‘Catatua’, o ‘Canário’ e a ‘Andorinha’ por José Carlos Jardim, Luís Franco, Luzia Almeida e Sílvia Rosado. A fechar a colecção, Teresa Rebelo, no papel de ‘Colibri’.

O espectáculo estreia na terça-feira dia 29 às 21 horas e fica em cena até domingo. No dia 30 pode ser visto às 11 horas e às 21 horas; no dia 31 às 21 horas; e no dia 1 de Junho às 15h e 21h, duas sessões traduzidas em língua gestual portuguesa por Maria Garrido.

No sábado dia 2 de Junho a sessão é às 21 horas e no último dia às 18 horas. Os bilhetes custam 10 euros para o público em geral, 6 para estudantes e jovens até aos 18 anos, maiores de 65 anos, grupos de dez pessoas e professores. As escolas e instituições pagam 3 euros (mediante reserva. 291226747 ou info@atef.pt).

Uma história com muitos anos

O Projecto Oficina Versus foi criado em 1989 na Direcção Regional de Educação Especial e Reabilitação para promover a prática e o acesso à cultura de pessoas com necessidades especiais. Dos grupos iniciais de Expressão Dramática nasceu o Grupo de Mímica e Teatro Oficina Versus. A partir de 2001, o GMT Oficina Versus assumiu um formato de Teatro Inclusivo, tendo ao longo de vários anos desenvolvido a sua actividade. Esteve no Serviço de Arte e Criatividade, na Divisão de Arte e Criatividade e no Núcleo de Inclusão pela Arte. Com o fim da Direcção Regional de Educação Especial, em 2013, transitou para a Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia onde ficou até 2016. No ano passado, para salvar o projecto, foi inserido na Associação Teatro Experimental do Funchal como grupo residente e designado Oficina Versus Teatro.

Os números

17 Produções de Expressão Dramática (1989 - 1993)

22 Produções de Mímica e Teatro (1993 - 2000)

23 Produções de Teatro Inclusivo (2001- 2017)

1 Co-produção com o Contigo Teatro (2010)

1 Co-produção com o Grupo Dançando com a Diferença (2004)

1 Produção em parceria com o Crinabel TEATRO (2006)

6 Produções participadas com o TEF (2001, 2008, 2010, 2012, 2016, 2017)

17 Produções de Expressão Dramática (1989 - 1993)

22 Produções de Mímica e Teatro (1993 - 2000)

23 Produções de Teatro Inclusivo (2001- 2017)

1 Co-produção com o Contigo Teatro (2010)

1 Co-produção com o Grupo Dançando com a Diferença (2004)

1 Produção em parceria com o Crinabel TEATRO (2006)

6 Produções participadas com o TEF (2001, 2008, 2010, 2012, 2016, 2017)