Nove jogos até ao final do ano para tão poucos

União tem apenas 20 jogadores disponíveis para o embate de domingo com o varzim

10 Nov 2017 / 02:00 H.

O União tem 26 jogadores inscritos na Liga de Portugal mas para o jogo de domingo, com o Varzim, antecipado da 18.ª jornada, José Viterbo apenas tem 20 disponíveis, entre os quais três guarda-redes.

Danilo Dias, Betinho, Mica Silva e Laércio Morais recuperam de graves lesões, Petar Orlandic vai cumprir castigo, enquanto Junior Monteiro está ao serviço da selecção de Cabo Verde.

Numa fase importante da época, os unionistas estão privados de um leque importantes de atletas e as soluções existentes não são muitas, ainda para mais se tivermos em linha de conta que Nduwarugira ainda não foi utilizado esta temporada, que Paulo Vasconcelos apenas foi utilizado quatro minutos, Max Burgess em 15 e Nestor Mendy em 93.

Para além de tudo isto, o União prepara-se para um ciclo de mais nove jogos até ao final deste ano, com adversários bem exigentes, porque está em três frentes: II Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga.

A acção começa, como referido, domingo, na Póvoa de Varzim, seguindo-se a recepção ao Freamunde, a 19 deste mês, em partida a contar para a quarta eliminatória da Taça de Portugal.

De regresso às contas do campeonato, os unionistas vão jogar, a 25 de Novembro, (sábado), ao Estádio da Madeira, com o Nacional, para um dérbi que promete.

Sem tempo para descansar, três dias depois, o União vai receber o Belenenses, em jogo a contar para a fase de grupos da Taça da Liga.

Já o mês de Dezembro inicia-se com a recepção ao líder da II Liga, Académico de Viseu, seguindo-se uma difícil e longa viagem até à Covilhã.

De regresso a casa, a equipa azul-e-amarela receberá o Famalicão, a 16 de Dezembro, depois jogará em Alvalade, com o Sporting, a 20 de Dezembro, numa partida que será transmitida pela RTP1, referente à Taça da Liga.

O ano terminará no dia 29 de Dezmebro, com uma curta viagem aos Barreiros, onde irá medir forças com o Marítimo, na terceira e última jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

Portanto, não se afigura tranquila a viagem dos unionistas até 2018, não só pelas evidentes lacunas que existem no plantel, como também pelos adversários que terá de defrontar, três da I Liga, e três candidatos à subida na II Liga.