No ‘Top’ 25 da moda nacional

Este é o quarto livro de moda internacional que conta com a participação da criadora madeirense Fátima Lopes

19 Jan 2018 / 02:00 H.

Fátima Lopes é uma das criadoras portuguesas que integra o livro ‘Portuguese Textile Fashion The Designers Book’, uma publicação de “pura moda” feito pela ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, no âmbito do projecto internacional ‘Fashion from Portugal’.

É, no fundo, uma acção de promoção do trabalho de 25 designers nacionais, considerados os mais importantes da indústria da moda portuguesa.

Para a criadora madeirense é “um orgulho” estar entre os mais importantes, tendo em conta que foi o primeiro criador português a fazer parte do calendário Prêt-à-Porter da semana da moda francesa. “Se calhar estou a ser um bocadinho pretensiosa, mas a verdade é que não se pode ignorar esta realidade de ter sido a primeira a ir para Paris sozinha e lá estar há 19 anos consecutivos”, refere a criadora.

Cada estilista tem quatro páginas onde explica a origem da marca e os pontos mais importantes. No caso de Fátima Lopes, há uma pequena biografia sobre a marca e a criadora, uma imagem da última colecção (Inverno 2017/2018) e um conjunto de nove fotografias, de 2005 a 2017, para mostrar a evolução da marca ao longos dos 25 anos de actividade.

“O texto começa com o meu nascimento na ilha da Madeira a 8 de Março de 1965 e aborda algumas das coisas mais importantes, como o primeiro desfile em Paris, a condecoração do antigo presidente Jorge Sampaio, o desfile do biquíni de diamantes e o desfile na Torre Eiffel, entre outras iniciativas”, realçando aqui primeiras vezes de muita coisa e terminando o texto com o calçado e o 25.º aniversário da marca.

Nos últimos anos, Fátima Lopes tem sido desafiada a escrever uma biografia, mas não o fará tão cedo por achar que ainda tem muito para fazer na área da moda. “Apesar de ter matéria para vários livros, acho que é algo que deverá esperar, tendo em conta que quero fazer muitas coisas, com a tranquilidade de quem já sente que tem uma história neste Mundo da moda”.

Apesar de ter ultrapassado e superado aquilo a que se propôs fazer, está ciente de que, em termos criativos, é preciso continuar a dar um passo em frente e saber acompanhar os tempos e a actualidade. “A nossa realidade mudou, não é a mesma de há 25 anos e a forma de estar no mundo dos negócios e da criação é outra, daí que o meu trabalho seja hoje feito de forma estruturada, com mais sensatez e maturidade”.

Apesar de não querer ainda uma biografia, a verdade é que esta é a quarta vez que integra um livro de moda internacional. Depois dos livros ‘Young Fashion Desigers’ e ‘The sourcebook of Contemporary Fashion Design’, ambos da editora americana Taschen, Fátima Lopes tem ainda uma participação no livro que conta a história do biquíni ao longo dos anos, onde aparece com o famoso biquíni de diamantes. O quarto livro- chega agora, através da ATP, para mostrar, nos mercados estrangeiros, o potencial da moda feita em Portugal e por portugueses.

Muitos outros convites tem recebido a criadora madeirense, mas esta é uma questão que tem a ver com uma “estratégia” que passa por “selecionar e posicionar a marca no patamar que me interessa” dai que nem todos sejam aceites.

Fátima Lopes diz que é importante estar no centro da moda através destes projectos que oferecem uma importante visibilidade internacional e permitem “deixar marcas e perpetuar no tempo a nossa historia”.

Outras Notícias