Maior grupo independente de ‘incoming’ reúne na ilha

Ontem foi o dia mais produtivo, dedicado a ‘speed datings’ entre agentes ‘MTS Globe’

02 Jun 2017 / 02:00 H.

A MTS Globe está desde quarta-feira e até sábado com centenas de agentes e operadores turísticos, clientes que aderiram à reunião anual, desta feita, escolhendo o Funchal como destino. São cerca de 300 e ontem estiveram em reuniões rápidas (‘speed datings’) no Centro de Congressos da Madeira.

Raquel Oliveira, directora-geral do da MTS (Mediterranean Travel Services) em Portugal, destaca que a empresa tem como principais clientes operadores turísticos de todo o mundo, com forte enfoque na Europa, onde nasceu há 50 anos.

“Convidamos todos os anos os operadores turísticos para se juntarem e fazerem praticamente um dia de trabalho - as reuniões começaram na noite anterior, uma vez que a maioria já estava no Funchal - com os vários escritórios dos países onde estamos representados”, contou. “Convidamo-los a conhecer um destino, mostrando-lhes as belezas do destino e estão encantados com a Madeira. O objectivo deste evento é que as pessoas se reunam, discutam negócios, parcerias e estratégias”.

Em 2012, a representação em Portugal (que recebeu a reunião em Faro), candidatou-se para o evento na Madeira, seguramente colocando esta região turística no mapa de muitos dos que agora a visitam pela primeira vez. Nesta reunião também estão incluídos os parceiros da OTS (Open Travel Service), esta que gere a disponibilidade dos quartos de hotel, pertença da companhia.

“Organizamos na Madeira porque sabemos o efeito que isto tem para o conhecimento e a divulgação do destino”, frisou Raquel Oliveira que, aliás, destaca que este ano a companhia está a crescer 30% no mercado regional e “já vínhamos de um excelente ano em 2016, com mais de 70 mil turistas”, sobretudo alemães, ingleses, suíços e mercado ibérico.

Questionada se este crescimento na procura pelo destino Madeira, que é generalizado a outros operadores, faz notar já a falta de camas (mais de 27.300 em Março), a responsável reconheceu esse facto, mas assegura que não está em causa a qualidade do serviço, embora esteja no limite do que é reconhecido.

Assim, ao assinalar-se este ano data tão importante deste grupo e a escolha da Madeira para a realização deste evento anual, só pode ser motivo de orgulho para o agente na Madeira, Gabriel Gonçalves. Hoje vão ter um dia de lazer, com excursão pela ilha. No sábado, a maioria já estará de regresso a casa, onde seguramente vão passar a palavra.

No seu site, a MTS Globe define “o destino perfeito para aproveitar o verão o ano todo, graças ao seu clima ameno. Localizado no meio do oceano, Madeira é onde a Europa se encontra com os trópicos”.

Factos e números da MTS Globe

A MTS Globe foi criada em 1968, mas já em 1967 foi fundada a Viajes de la Luz, em Espanha, como companhia de gestão de destino para os clientes, operadores turísticos belgas e franceses.

Desde 1991 expandiu o seu negócio para o mercado português, estando representada directamente na Madeira com um escritório na n.º 9 da Rua dos Aranhas, no Funchal;

A MTS Globe é hoje o maior grupo independente de ‘incoming’ (turismo de residentes no estrangeiro praticado no país visitado) da Europa;

Opera em 65 destinos com escritórios em 15 países;

Tem uma forte presença em 24 mercados que são fonte de envio de turistas para a Europa e a América do Norte;

Serve mais de cinco milhões de clientes;

Opera 23 milhões de noites (dormidas) por ano em mais de 10 mil hotéis;

Mais de 250 clientes (agentes de viagens sobretudo) escolheram a MTS Globe como seu parceiro preferencial nos destinos;

A companhia tem cerca de 900 colaboradores de 25 nacionalidades diferentes.