Madeirenses
com médias superiores a 2016

Onze disciplinas subiram a média na 1.ª Fase dos exames nacionais na Região

14 Jul 2017 / 02:00 H.

No conjunto das 22 disciplinas sujeitas a exames finais na 1.ª Fase de 2017 do Ensino Secundário, a Região Autónoma da Madeira apresenta média positiva em 20 disciplinas, mais uma em relação a 2016, sendo que 11 subiram a média em relação a 2016. Paralelamente, no que respeita à taxa de retenção nas disciplinas sujeitas a exame final nacional (resultado da nota interna com a nota no exame nacional), oito disciplinas apresentam taxas inferiores a 2016. Estes dados foram revelados ontem pela Secretaria Regional de Educação.

A Madeira acompanha, assim, a tendência nacional com uma diminuição da percentagem de chumbos na generalidade das disciplinas desceu e ligeira subida das médias (com destaque para Português, que passou de 10, 8 valores em 2016, para 11,1 este ano, e Matemática, que passou de 11,2 no ano passado, para 11,5 em 2017).

Os Exames Finais Nacionais da 1.ª Fase de 2017 do Ensino Secundário decorreram em 15 escolas da Região e no conjunto das 22 disciplinas sujeitas a exame final nacional, 4.600 alunos registaram 9.881 inscrições. Foram realizadas 9.246 provas (mais 196 provas em relação a 2016), o que corresponde a uma média de presenças na ordem dos 94%. A percentagem de alunos que faltaram aos exames finais nacionais foi de 6%, mais 1% em relação a 2016. A disciplina que registou maior número de provas realizadas foi a de Português, com 2.234 provas, seguida das disciplinas de Biologia e Geologia, com 1.259 provas realizadas, de Matemática A, com 1.220 provas realizadas, e finalmente de Física e Química A, com 1.102 provas realizadas.

No processo de classificação das provas estiveram envolvidos 201 docentes, menos 16 classificadores comparativamente com o ano transacto. Dos 201 docentes, 140 com formação pelo IAVE, no âmbito do processo de classificação de exames nacionais do ensino secundário, e 61 sem formação.

Liceu congratula-se com resultados

A Escola Secundária Jaime Moniz, no Funchal, já reagiu aos dados avançados pela Secretaria Regional de Educação. O conselho executivo congratulou-se com a melhoria acentuada dos resultados dos seus alunos relativamente ao ano anterior. De realçar que a média da disciplina de Matemática (11.6 valores, num total de 345 alunos) é superior à média nacional (de 11,5 valores), enquanto na disciplina de Português a média de reprovação é de apenas 3.1 comparativamente aos 6% nacionais.

A média global em todas as disciplinas é 11.0, num universo de 1964 alunos internos.

Das 20 disciplinas, 16 tiveram média positiva, tendo a grande maioria obtido resultados superiores ao ano transacto nomeadamente, as disciplinas de: Português – 11.2 (+5 pontos); Desenho – 13.5 (+ 6; História A – 11.3 (+21); Biologia e Geologia – 97 (+1); Português Língua não Materna – 15.1 (+17); Economia A – 10.1 (+13); Geometria Descritiva – 12.3 (+2); Literatura Portuguesa – 9.5 (+22); Francês – 13.2 (+39); Filosofia – 9.5 (+13).

A taxa de reprovação global da escola é de 6,6, sendo a média nacional de 7,4%.

Outras Notícias