Má visibilidade e vento condicionaram aeroporto

12 Dez 2017 / 16:37 H.

Tal como se previa, a tempestade ‘Ana’, embora de forma tímida, acabou por condicionar as operações de aterragem no Aeroporto da Madeira. A manhã de ontem ficou marcada pelo atraso de vários voos.

A má visibilidade, com algum nevoeiro a se fazer notar em Santa Cruz, bem como chuva e vento, levaram sete aviões a divergir para outros aeroportos, quando o seu destino era o Aeroporto Internacional da Madeira - Cristiano Ronaldo.

A situação agravou-se a partir das 8h30, prolongando-se até, pelo menos às 12h30, período durante o qual nenhum avião conseguiu aterrar na Madeira.

Um avião proveniente de Londres, operado pela TUI, foi o primeiro a conseguir aterrar, após quase quatro horas de operações dificultadas pelas condições climatéricas.

Após várias aproximações e quase 40 minutos depois da hora prevista, o voo de Gatwick foi o primeiro a conseguir chegar ao destino. Entretanto, a abertura que o avião da TUI teve, foi também aproveitada por outros voos, tendo aterrado outro voo de Londres da British Airways, seguindo-se outro de Lisboa, operado pela TAP.

Assim, apenas cinco dos 16 voos que estavam programados aterrar até às 13 horas, conseguiram pousar em Santa Cruz. Os restantes foram obrigados a divergir para Porto Santo (5) e ilhas Canárias.

De referir ainda que foram cancelados quatro voos, até às 16 horas. Os voos que deviam seguir rumo a Basileia, Bristol, Gatwick e Manchester foram cancelados pois as aeronaves não aterraram na Madeira. No entanto, há a realçar que um nevão no Reino Unido condicionou, durante o dia de ontem, as operações nesses aeroportos, fazendo com que alguns aviões com destino à Madeira não chegassem a descolar.

Vento forte vai manter-se

O aviso amarelo para vento forte, nas regiões montanhosas, prolonga-se até às 16 horas de hoje, sendo que as rajadas podem atingir os 100 km/h.

No que diz respeito à ondulação, na costa Norte as ondas estarão entre 3,5 a 5,5 metros, passando gradualmente a ondas de três a quatro metros. Na Costa Sul as ondas serão mais pequenas, com elevações entre um metro e dois.

No Porto Santo, o aviso amarelo para a altura significativa das ondas prolonga-se até às 21 horas de hoje, sendo que até às 3 horas era laranja.

Outras Notícias