Licença para construir hotel na baía de Câmara de Lobos

15 Fev 2018 / 02:00 H.

As obras de construção do Hotel Pestana Churchill Bay, a unidade hoteleira do Grupo Pestana projectada para o espaço defronte da baía de Câmara de Lobos, onde existia a antiga lota, deverão finalmente arrancar muito em breve.

O licenciamento final da obra, que o promotor aguardava desde Outubro, é hoje deliberado em reunião de Câmara ordinária, porque só agora o Governo Regional emitiu o parecer em falta para dar andamento ao referido processo de construção.

Recorde-se que este projecto hoteleiro decorre do contrato de concessão estabelecido entre o Município de Câmara de Lobos e o Grupo Pestana, com a duração de 50 anos, mediante o pagamento de uma renda, que até final da concessão permitirá à autarquia arrecadar mais de 2,8 milhões de euros, sendo que no final deste período da concessão o imóvel reverte a favor do Município.

O licenciamento da obra no antigo edifício da lota e entreposto frigorífico de Câmara de Lobos deve receber esta quinta-feira ‘luz verde’ para avançar com a obra daquela que será a primeira unidade hoteleira no centro histórico da cidade Câmara de Lobos.

Também para análise e deliberação do executivo câmara-lobense, será presente nesta sessão o estudo prévio do ‘Churchill Boutique Hotel’, ou seja, o projecto de arquitectura promovido pelo investidor que tenciona converter em exploração hoteleira a concessão do Complexo das Salinas.

Nesta primeira reunião do mês, a 10ª deste quadriénio (2017-2021), destaque também para a votação da concessão de diversos apoios, nomeadamente financeiros, entre os quais figura o habitual protocolo anual que a Câmara Municipal realiza com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Câmara de Lobos.

Entre a mais de dezena e meia de pontos na ordem de trabalho da reunião a ser presidida por Pedro Coelho, o presidente da Câmara, figura também o protocolo de cooperação com a Universidade Aberta e a rectificação da atribuição de bolsas de estudo 2017/18.