Ivo ‘traiu’ Jesus

05 Fev 2018 / 02:00 H.

Uma pálida exibição ontem na Amoreira, na primeira parte, custou a primeira derrota ao Sporting na Liga, e a oportunidade de recuperar a liderança, à 21ª jornada, ao perder por 2-0 com o Estoril.

A mesma eficácia que revelou na jornada anterior ao vencer em Alvalade o Vitória de Guimarães por 1-0, com um golo perto do fim do central francês Jérémy Mathieu a culminar uma fraca exibição, faltou ontem frente ao Estoril.

A equipa ‘leonina’ entrou mal no jogo, sem intensidade, ao contrário do Estoril que fruto dessa entrada mais assertiva chegou justamente à vantagem, com dois golos no espaço de três minutos, aos 27 e 31, o primeiro por Charis Kyriakou e o segundo por Ewandro.

Se esses dois golos traduziam a superioridade do Estoril ao intervalo, a verdade é que o Sporting cresceu muito na segunda parte, pôs, finalmente, intensidade no seu jogo e foi mais agressivo quer na recuperação da bola quer nas acções ofensivas, pelo que começou a criar naturalmente lances de golo e problemas para a defesa ‘canarinha’.

Jorge Jesus lançou Montero, Rúben Ribeiro e Bryan Ruiz após o intervalo, em detrimento de Battaglia, Bruno César e Fábio Coentrão, o que aumentou o pendor ofensivo da equipa, mas faltou eficácia na hora de finalizar, sentindo-se então o ‘peso’ das ausências de Gelson Martins e Bas Dost.

Um golo teria feito reentrar o Sporting na discussão do resultado, mas essa falta de eficácia não o permitiu, pelo que o Estoril foi gerindo a vantagem e tentando explorar o contra-ataque, face ao espaço que se abria nas costas da defesa ‘leonina’.

E a equipa do madeirense Ivo Vieira, que montou uma estratégia perfeita, esteve perto do 3-0.

Outras Notícias