Incidentes com ‘drones’ aumentaram em 2017

14 Jan 2018 / 02:00 H.

    A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) registou 37 incidentes com ‘drones’ nas proximidades dos aeroportos, desde a entrada em vigor do regulamento, em 13 de Janeiro de 2017, mais do que os verificados nos últimos cinco anos.

    O regulamento da ANAC, em vigor há exactamente um ano, proíbe o voo de ‘drones’ (veículo aéreo não tripulado) a mais de 120 metros de altura e nas áreas de aproximação e de descolagem dos aeroportos.

    No ano passado registaram-se 22 incidentes com ‘drones’ nas proximidades do Aeroporto de Lisboa, 11 nas proximidades do Aeroporto do Porto, dois perto do Aeródromo de Cascais, um no Aeroporto da Madeira e houve um avião da Força Aérea Portuguesa, um Hércules C-130, que reportou, em Junho, um ‘drone’ a cerca de 450 metros à vertical de Espinho, distrito de Aveiro.

    Na resposta enviada à agência Lusa, a ANAC diz ainda que ao longo do último ano instaurou 15 processos de contraordenação e reencaminhou nove queixas para o Ministério Público. A.F.