Il Gallo D’Oro no top 200 da ‘La Liste’

Restaurante que tem duas estrelas Michelin recebeu a nota global de 95% e é o segundo espaço português mais bem colocado no top 200

06 Dez 2017 / 02:00 H.

É mais uma distinção para o restaurante Il Gallo D’Oro do Hotel The Cliff Bay (grupo PortoBay Hotels & Resorts): foi incluído no top 200 da ‘La Liste’ que anualmente identifica os melhores restaurantes do mundo com base na pontuação e outros metadados atribuídos pelos principais guias gastronómicos do planeta.

Para a edição deste ano foram consultados 550 guias e incluídos restaurantes de 165 países, cujas críticas foram devidamente revistas por críticos gastronómicos e especialistas de todo o mundo.

Integrar esta lista na 174ª posição, é a mais recente distinção para o restaurante ‘liderado’ pelo Chef Benoît Sinthon e que recentemente viu serem renovadas as duas estrelas Michelin, atribuídas no ano passado, tendo também celebrado agora o facto de constar do prestigiado guia há dez anos consecutivos.

“É com grande honra que vimos o restaurante Il Gallo d’Oro figurar no Top 200 do La Liste 2018”, disse Benoît Sinthon, Chef Executivo daquele espaço ao DIÁRIO. “Esta lista resulta das classificações de 200 diferentes guias, incluindo o Guia Michelin, TripAdvisor e Guia Repsol e, portanto, é algo muito credível. Representa muito para nós estar entre os melhores restaurantes do mundo e mostrar que a Madeira, e também Portugal, estão a crescer. É sinal que o nosso trabalho é conhecido e reconhecido”.

Benoît Sinthon acrescenta ainda que, “rigor, desempenho, motivação, sacrifícios, ter uma administração que acredita no nosso trabalho e uma equipa fantástica são as chaves deste sucesso. Vamos continuar a trabalhar para que a Madeira esteja no mapa da alta gastronomia e entre os melhores do mundo”.

Seis restaurantes
portugueses no Top 200

No Top 200 surgem apenas seis restaurantes portugueses. O ‘The Ocean’, restaurante de fine dining do VILA VITA Parc Resort & Spa sob a batuta de Hans Neuner, foi o melhor classificado do nosso país: 97,5%. Segue-se o ‘Il Gallo D’Oro’, com 95%, e o ‘The Yeatman’(Vila Nova de Gaia), que já conquistou duas estrelas Michelin com o chef António Costa, obteve 94,5%. Logo depois surge o ‘Belcanto’ (restaurante de José Avillez em Lisboa), também com duas estrelas Michelin, com 94%, e o ‘Vila Joya’, de Albufeira, há vários anos conduzido por Dieter Koschina e também com duas estrelas Michelin, que obteve 90,75%. O último português a surgir no Top 200 é o ‘Largo do Paço’ (uma estrela Michelin), restaurante da Casa da Calçada, situado em Amarante, liderado por Tiago Bonito.

O restaurante mais bem pontuado do mundo foi o Guy Savoy, de Paris. A ‘La Liste’ pode ser consultada em http://www.laliste.com/laliste/world ou através de uma aplicação disponível para telemóvel.

É mais uma distinção para o restaurante Il Gallo D’Oro do Hotel The Cliff Bay (grupo PortoBay Hotels & Resorts): foi incluído no top 200 da ‘La Liste’ que anualmente identifica os melhores restaurantes do mundo com base na pontuação e outros metadados atribuídos pelos principais guias gastronómicos do planeta.

Para a edição deste ano foram consultados 550 guias e incluídos restaurantes de 165 países, cujas críticas foram devidamente revistas por críticos gastronómicos e especialistas de todo o mundo.

Integrar esta lista na 174ª posição, é a mais recente distinção para o restaurante ‘liderado’ pelo Chef Benoît Sinthon e que recentemente viu serem renovadas as duas estrelas Michelin, atribuídas no ano passado, tendo também celebrado agora o facto de constar do prestigiado guia há dez anos consecutivos.

“É com grande honra que vimos o restaurante Il Gallo d’Oro figurar no Top 200 do La Liste 2018”, disse Benoît Sinthon, Chef Executivo daquele espaço ao DIÁRIO. “Esta lista resulta das classificações de 200 diferentes guias, incluindo o Guia Michelin, TripAdvisor e Guia Repsol e, portanto, é algo muito credível. Representa muito para nós estar entre os melhores restaurantes do mundo e mostrar que a Madeira, e também Portugal, estão a crescer. É sinal que o nosso trabalho é conhecido e reconhecido”.

Benoît Sinthon acrescenta ainda que, “rigor, desempenho, motivação, sacrifícios, ter uma administração que acredita no nosso trabalho e uma equipa fantástica são as chaves deste sucesso. Vamos continuar a trabalhar para que a Madeira esteja no mapa da alta gastronomia e entre os melhores do mundo”.

Seis restaurantes portugueses no Top 200

No Top 200 surgem apenas seis restaurantes portugueses. O ‘The Ocean’, restaurante de fine dining do VILA VITA Parc Resort & Spa sob a batuta de Hans Neuner, foi o melhor classificado do nosso país: 97,5%. Segue-se o ‘Il Gallo D’Oro’, com 95%, e o ‘The Yeatman’(Vila Nova de Gaia), que já conquistou duas estrelas Michelin com o chef António Costa, obteve 94,5%. Logo depois surge o ‘Belcanto’ (restaurante de José Avillez em Lisboa), também com duas estrelas Michelin, com 94%, e o ‘Vila Joya’, de Albufeira, há vários anos conduzido por Dieter Koschina e também com duas estrelas Michelin, que obteve 90,75%. O último português a surgir no Top 200 é o ‘Largo do Paço’ (uma estrela Michelin), restaurante da Casa da Calçada, situado em Amarante, liderado por Tiago Bonito.

O restaurante mais bem pontuado do mundo foi o Guy Savoy, de Paris. A ‘La Liste’ pode ser consultada em http://www.laliste.com/laliste/world ou através de uma aplicação disponível para telemóvel.

Como é que funciona a elaboração da ‘La Liste’?

A elaboração da ‘La Liste’ depende de seis passos essenciais.

AGREGAÇÃO

As críticas daqueles que são considerados os melhores restaurantes do mundo de várias centenas de guias gastronómicos e publicações de renome são reunidas numa base de dados global.

ESTANDARDIZAÇÃO

Cada avaliação/nota atribuída por crítica é convertida numa nota ‘standard’ que avaliza do 0 (mínimo) ao 100 (máximo) de acordo com tabelas de conversão específicas para cada guia.

ATRIBUIÇÃO DE NOTAS AOS GUIAS

É pedido a vários milhares de chefs que dêem as suas opiniões sobre guias locais. De acordo com os resultados deste inquérito, é atribuído a cada guia gastronómico um valor no ‘índice de confiança’, desde 0 (não fiável) a 10 (muito confiável).

PROCESSAMENTO

Para cada restaurante que está listado, é calculada a média de todas as classificações revistas e estandardizadas, sempre com base no peso da fiabilidade de cada fonte.

CRÍTICAS DOS CLIENTES

São também incluídas as críticas de clientes feitas online. A este conjunto de críticas é atribuído um peso de 25% na classificação final da ‘La Liste’.

LA LISTE

Todos os restaurantes da base dados são classificados de acordo com a avaliação/nota da ‘La Liste’, ficando assim encontrados os melhor e pior avaliados.