Homem agredido morreu no hospital

13 Jul 2018 / 02:00 H.

O homem na casa dos 30 anos que na madrugada da passada quarta-feira foi agredido junto à Capela de Câmara de Lobos, tal como DIÁRIO noticiou na edição impressa de ontem, não resistiu aos ferimentos graves e acabou por falecer no Hospital Dr. Nélio Mendonça.

A vítima deu entrada nesta unidade hospitalar com ferimentos graves e ficou internada na Unidade de Cuidados Intensivos. Isto depois de ter entrado em paragem cardiorrespiratória na sequência desta agressão que ocorreu por volta da 1h30 de quarta-feira.

Ao que tudo indica, esta desavença ocorreu depois de uma festa. O rapaz foi alegadamente agredido por três indivíduos, tendo um deles o atingido com um pontapé no pescoço.

Entrou em paragem cardiorrespiratória e foi assistido no local pelos Bombeiros Voluntários de Câmara de Lobos e pela EMIR, que o transportaram para o hospital ainda com vida, com suspeita de traumatismo craniano.

A Polícia de Segurança Pública esteve no local mas o caso passou para a alçada do Departamento de Investigação da PJ do Funchal que é quem tem competência para averiguar este tipo de crimes.

A morte deste rapaz tem criado uma onda de consternação nas redes sociais.