Helicóptero ‘estacionado’ na Protecção Civil

Meio aéreo de combate a incêndios florestais será hoje apresentado

13 Jun 2018 / 02:00 H.

O helicóptero de ataque inicial aos fogos florestais chegou na passada segunda-feira à Madeira e ontem ‘viajou’ do Caniçal para o Serviço Regional de Protecção Civil (Cancela) onde hoje será oficialmente apresentado numa cerimónia que conta com a presença de Pedro Ramos, secretário regional da Saúde.

Este aparelho entra oficialmente ao serviço da Região na próxima sexta-feira, dia 15 de Junho, data em que entra em vigor o Plano Operacional de Combate aos Incêndios Florestais (POCIF) para 2018, um plano que se manterá activo até ao próximo dia 15 de Outubro.

O dispositivo do POCIF 2018 contará pela primeira vez com um helicóptero de ataque inicial (HEATI), de modelo ECUREIL AS350B3, com a respectiva equipa helitransportada, baseados na sede do Serviço Regional de Proteção Civil.

O aluguer deste meio, que permite o embarque de equipas e brigadas helitransportadas para apoio à consolidação do trabalho aéreo no combate a incêndios, será suportado pela Região, apesar de integrado no concurso nacional para os meios aéreos de combate aos incêndios lançado pelo Ministério da Administração Interna.

Recorde-se que foi a 31 de Agosto de 2017, que o Conselho do Governo Regional aprovou, na sequência de um relatório do Ministério da Administração Interna, a utilização de meios aéreos no combate a incêndios em áreas florestais e urbanas na Região entre 15 de Junho e 15 de Outubro de cada ano, pelo preço de 1,2 milhões de euros, suportado pelo Orçamento Regional.

Os 14 elementos da equipa do helicóptero de combate a incêndios que vai operar na Madeira, iniciaram a sua formação, no Serviço Regional de Protecção Civil, no passado dia 4 de Junho. A formação está a cargo da Força Especial de Bombeiros.