Greve às avaliações levantada pelo SPM vista com satisfação pela Secretaria

Não obstante, hoje os professores estão na rua pela redução do tempo lectivo

14 Jun 2018 / 02:00 H.

O Sindicato dos Professores da Madeira (SPM) levantou greve às avaliações desde as 0 horas de hoje, na sequência da proposta enviada pela Secretaria Regional de Educação e depois de consultados os sócios. Dos 504 que responderam nas 24 horas em que esteve disponível a consulta promovida pelo SPM, 428 pronunciaram-se a favor do levantamento da greve, ou seja, 84,9% aceitam voltar à mesa de negociações, o que deve acontecer já no dia 25. A greve às avaliações mantém-se apenas no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, que tem um pré-aviso de greve próprio, estando a decorrer também uma consulta no sentido de averiguar se concordam ou não com a suspensão.

A proposta da tutela contempla apenas a recuperação do tempo de serviço e por isso hoje pelas 15 horas há um plenário de docentes de 1.º Ciclo e Pré-escolar em frente à Secretaria para reivindicar as reduções da componente lectiva, uma das lutas que os professores mantêm.

Secretário satisfeito

O secretário da educação reagiu através da página da Secretaria à suspensão, assumiu a satisfação pela “receptividade das propostas que permitem a efectiva contagem integral do tempo de serviço ‘congelado’”. Para Jorge Carvalho, “trata-se de uma boa notícia para as escolas e para os professores, bem como para os alunos e suas famílias, que vem ao encontro dos melhores esforços do Governo Regional no sentido de valorizar o normal funcionamento do nosso sistema educativo”, assumiu.

Outras Notícias