Grande atitude da SAD merecia outro desfecho

Apesar da derrota, madeirenses realizaram a melhor exibição em casa da época

07 Dez 2017 / 02:00 H.

O Benfica veio ao Funchal bater o Madeira Andebol SAD por 32-28, com 14-14 ao intervalo.

Um desfecho final negativo para os madeirenses que, apesar de tudo, realizaram até ao momento no Pavilhão do Funchal, a exibição mais conseguida colectivamente. Um resultado final injusto por tudo o que a equipa comandada pelo técnico Paulo Fidalgo fez ao longo de quase toda esta partida.

Desde logo merece importante realce a qualidade do andebol exibido em campo pelos dois emblemas. E neste particular o Madeira SAD. Se do Benfica é normal se esperar qualidade, o nível de competências evidenciado pelos madeirenses foi uma agradável surpresa, tendo em conta as mais recentes dificuldades que o grupo de trabalho tem sentido.

E aqui cabe destacar a exibição de Gustavo Capdeville na baliza da formação da Região, mas sobretudo salientar a consistência do andebol colocado dentro de campo do Madeira SAD, Sem nada a perder, a equipa foi construindo o seu jogo, baralhando por completo a estratégia do Benfica que diga-se só nos derradeiros oito minutos do jogo conseguiu por culpa das suas individualidades ganhar uma preciosa vantagem que lhe permitiu gerir a reacção final do Madeira SAD.

Os madeirenses alinharam com João Silva, Hugo Lima (4), Bruno Moreira (3), João Martins, Diogo Gomes, João Mendes, Daniel (2), Bernardo, Luís Carvalho, Pedro, Miranda (1), Elledy (6), João Gomes (1), João Pinto (8) e Oleksandr Nekrushets (3).