Gestão pública do sector da banana “é muito positiva”

17 Jul 2017 / 02:00 H.

O encerramento da XVII Mostra Regional da Banana, ontem, na Madalena do Mar, serviu para o presidente da Câmara da Ponta do Sol, Rui Marques, e o secretário da Agricultura, Humberto Vasconcelos, elogiarem a gestão do sector pela empresa pública GESBA. “Se não tivéssemos esta solução, neste momento não teríamos metade da banana da Madeira”, sublinhou Humberto Vasconcelos, que nota que “o agricultor sente-se confortável ao saber que produz algo que de certeza vai ser vendido e o preço a que vai ser vendido”. Rui Marques alinhou pelo mesmo diapasão: “A opção de montar a empresa pública [GESBA] foi muito positiva, porque antes havia um atraso muito grande no pagamento aos produtores, chegava a ter oito meses de atraso”. O evento serviu para o secretário da Agricultura anunciar que em breve serão criados subprodutos para absorver a produção de banana que tem classificação que não é aceite para a comercialização. A venda de tais subprodutos vai garantir receitas que vão reverter para o produtor. Por outro lado, destacou o investimento na qualidade da banana, através dos sistemas de certificação que são hoje obrigatórios para colocar produção nas grandes superfícies. Já o presidente da Câmara da Ponta do Sol elogiou a requalificação que a GESBA está a preparar para o Centro de Bananicultura do Lugar de Baixo. A Madeira deve produzir este ano 22 mil toneladas de banana, mais 800 toneladas do que no ano anterior.

Outras Notícias