Funchal, cidade educadora

01 Dez 2016 / 02:00 H.

    Aumentar os níveis de participação e democracia é, segundo a vereadora Madalena Nunes, a única forma de gerir as cidades, facilitando a resposta à diversidade e fazendo com que todas as pessoas se sintam capazes de participar na vida da cidade e de a transformar num espaço que o considerem seu.

    No Dia Internacional da Cidade Educadora, a vereadora com o pelouro da Educação na Câmara Municipal do Funchal enalteceu o trabalho desenvolvido pela autarquia, que desde o início do mandato da actual vereação “tem tido uma visão coerente e sustentada para a cidade, fazendo com que as pessoas se sintam dignificadas e capazes de ser agentes de mudança na sua própria cidade”.

    “Uma cidade educadora valoriza todos os talentos e não só os geniais dos prémios”, referiu ontem a vereadora, dia em que cerca de 480 municípios de todo o mundo deram visibilidade ao trabalho educador realizado nas suas cidades. A.F.