Funchal assinala Dia do Turismo com múltiplas propostas

Museus abertos, novos percursos e Noite de Fados nos Lavradores são três das iniciativas

26 Set 2017 / 02:00 H.

O Dia Mundial do Turismo, que se assinala amanhã, promete fazer ‘mexer’ com a cidade do Funchal. Isto porque para além das actividades que serão dinamizadas pelos museus sob tutela do Governo Regional, conforme noticiou ontem o DIÁRIO, eis que a Câmara Municipal do Funchal (CMF) também preparou um programa interessante para esta quarta-feira que inclui, por exemplo, visitas gratuitas ao edifício dos Paços do Concelho, ao Museu Henrique e Francisco Franco e ao Museu A Cidade do Açúcar.

Mas há mais. Num programa repleto de opções destacam-se, como grandes novidades, a apresentação de um Percurso da Geodiversidade do Centro Histórico do Funchal e o lançamento do mapa ‘Funchal para Famílias’, com o ponto alto da comemoração marcado para o final do dia, nomeadamente com a realização da 1.ª edição da Noite de Fados no Mercado dos Lavradores, a partir das 21 horas, num evento aberto a toda a população.

Geodiversidade, mapa para crianças e Noite de Fados

As novidades da programação deste ano focam-se, em primeiro lugar, na apresentação de dois novos roteiros.

O primeiro é um Percurso da Geodiversidade do Centro Histórico do Funchal, orientado pelo conhecido geólogo e professor João Baptista, que dará a conhecer o património geológico da cidade, interligando as ciências da natureza, a História e a arquitectura, numa perspectiva cultural, turística e ambiental. Com ele, “a autarquia pretende aumentar o tempo de permanência dos visitantes em diversos pontos nevrálgicos da cidade, ajudando a dinamizar o comércio local e, ao mesmo tempo, a promover a actividade física, a saúde e o bem-estar”, informa a CMF. “Após a descoberta da ilha, em 1420, o homem insular soube, de forma sábia e engenhosa, aplicar a pedra natural de origem vulcânica na arquitectura civil, militar e religiosa, captar a água através de poços, cisternas e nascentes e conquistar território, pelo que o Funchal pode ser considerado um ‘geomuseu’ em espaço natural, com forma de anfiteatro, ocupado por ribeiras e vales, montes e montanhas, picos e cabeços, lombos e achadas, poios e socalcos atravessados por levadas, um património que nos interesse promover e preservar”, adianta.

O segundo roteiro consiste no mapa ‘Funchal para Famílias’, que dará a conhecer alguns dos pontos de atracção da cidade, especialmente seleccionados para visitar em família. O mapa dirige-se para um público mais juvenil, uma vez que inclui alguns desafios no verso do mapa, para as crianças preencherem. O objectivo, explica a CMF, é despertar a curiosidade dos mais novos para descobrirem o Funchal, sejam estes residentes ou turistas.

“O mapa inclui 66 pontos de atracção e, além dos pontos de interesse, estão assinalados alguns equipamentos de apoio úteis para famílias, como fraldários e parques infantis, entre outros. Inclui ainda o roteiro de acessibilidade que também está disponível no nosso portal de turismo VisitFunchal.pt. A distribuição será gratuita e o mapa estará disponível em português e inglês, complementando uma oferta que tem sido bastante trabalhada ao longo do último ano e à qual, para além da já referenciada aplicação JiTT.Travel Funchal, a autarquia também acrescentou, em Junho deste ano, o mapa USE-IT Funchal, feito por habitantes locais e dedicado a jovens viajantes”, acrescenta.

Em segundo lugar, e na sequência da Estratégia de Revitalização dos Mercados Municipais, o Dia Mundial de Turismo vai terminar em grande na Praça do Peixe do Mercado dos Lavradores, com a realização da 1.ª Noite de Fados dos Mercados Municipais, uma iniciativa gratuita e que “promete fazer as delícias de residentes e turistas, a partir de uma das tradições portuguesas mais emblemáticas”. Na guitarra portuguesa estará César Abrantes, na viola do fado Susana Abrantes, no baixo Duarte Silva, cabendo a honra de intérpretes deste evento a duas figuras: Fernando Freitas e Susana Andrade.

Museus municipais de portas abertas

Outro dos destaques da programação passa pelos museus municipais. O Museu A Cidade do Açúcar, que celebrou em Julho o primeiro ano desde a sua reabertura, com mais de 7 mil visitantes registados, acrescentará, às visitas gratuitas, a conferência ‘Interculturalidade - Economia Açucareira’, a partir das 15 horas de amanhã.

Já no Museu Henrique e Francisco Franco, que comemora, em 2017, os seus 30 anos de actividade, as entradas livres são uma oferta tanto mais sintomática se considerarmos que ainda decorre, até dia 9 de Outubro, a exposição ‘Museu Cidade – Com os Irmãos Franco’, uma iniciativa inovadora na Região, que levou reproduções do espólio deste museu de arte moderna para as ruas da cidade, nomeadamente para a Rua das Pretas, Rua da Mouraria e Rua da Carreira, em escala real, no sentido de promover o interesse pela sua colecção.

Finalmente, o edifício dos Paços do Concelho que conta, desde 2014, com visitas guiadas promovidas pela Associação Académica da Universidade da Madeira (AAUMa), estará, igualmente, ao dispor de todos quantos o queiram visitar.

De resto, este será o terceiro ano em que o Departamento de Economia e Cultura da Autarquia dinamiza o Dia Mundial do Turismo, sendo de sublinhar que, ao longo do mandato, e neste âmbito, foram desenvolvidas “várias iniciativas marcantes”, tais como a abertura do primeiro Posto de Turismo da CMF na Praça do Povo, que ultrapassou os 100 mil visitantes em menos de um ano de actividade, o lançamento de um novo ‘site’ municipal de turismo – VisitFunchal –, e um guia da cidade para dispositivos móveis – JiTT.Travel Funchal.

A CMF frisa, ainda, que a Estratégia Municipal de Turismo, lançada no início do ano passado, “já está neste momento cumprida, tendo contribuído decisivamente para qualificar o produto turístico do Funchal”.

Outras Notícias