“Esta maré de azar vai passar”

14 Nov 2017 / 02:00 H.

    O União atravessa uma fase complicada, algo que Tony Batista apelida de “maré de azar” e que tem contributo para uma série de resultados negativos da equipa madeirense na II Liga: “É uma fase e sabemos disso, mas temos de ser sérios, pois estamos aqui para trabalhar. É uma maré de azar, mas essa maré vai passar, é preciso paciência”.

    O guarda-redes do União enaltece o trabalho do grupo, mas também lembra certos aspectos: “A bola não entra, bate na trave, auto-golo... é uma fase. Até os Barcelonas desta vida passam por estes momentos. Futebol não tem só momentos vitórias”.

    Tony Batista lembra que a II Liga “é uma competição longa, a equipa começou bem, mas as coisas agora não estão assim”. Por outro lado, já aponta ao próximo jogo, frente ao Freamunde, a contar para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal: “É uma competição diferente, se ainda estamos em jogo é mérito nosso. Temos de separar as coisas e o União vai passar, tenho a certeza disso”. O jogo com o Freamunde é este domingo, a partir das 15 horas, no Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava.

    A nível pessoal, Tony Batista recorda que “a primeira época foi de aprendizagem” e agora pretende “continuar a evoluir” na baliza dos azuis-e-amarelos.