Elevador do Bom Jesus avariado há vários meses

SESARAM ADMITE QUE OBRAS TÊM CONDICIONADO
A CIRCULAÇÃO
DOS UTENTES

22 Abr 2017 / 02:00 H.

O elevador do Centro de Saúde do Bom Jesus, no Funchal, está novamente inoperacional. Uma situação que tem causado algum transtorno nos utentes, essencialmente àqueles com mobilidade reduzida.

Segundo Marta Silva, este elevador encontra-se avariado pelo menos desde o mês de Junho do ano passado. A utente garante que já apresentou queixa por diversas vezes mas que até ao momento “ninguém parece estar minimamente preocupado em resolver esta situação”.

Referiu ainda que desde o início da sua gravidez sentiu dificuldade em subir estas escadas e afirmou que teve mesmo de abandonar as aulas de preparação para o parto porque o elevador deste centro estava fora de serviço.

Anteontem, já com a criança nos braços, deslocou-se novamente ao Centro de Saúde do Bom Jesus. À entrada deparou-se “com uma folha afixada a informar que o elevador estava operacional” mas garante que quando se dirigiu até ao mesmo a informação era outra: “o elevador continuava avariado”.

Marta referiu que não teve outra alternativa a não ser subir pelas escadas mas desta vez com a criança ao colo. Além disso, garantiu ter ajudado também um idoso que devido à idade avançada apresentava muitas dificuldades em se deslocar sozinho.

Obras condicionam circulação dos utentes

Contactado pelo DIÁRIO, o SESARAM informou que no Centro de Saúde do Bom Jesus estão a decorrer obras com vista a uma melhor reorganização dos serviços, o que de alguma maneira tem condicionado a circulação dos utentes no interior do edifício.

Referiu ainda que a conclusão das obras é faseada e para os próximos três meses, “prevê-se que o 5.º piso reinicie a sua actividade em pleno, com gabinetes completamente remodelados, espaços acolhedores, seguros e cómodos para os utentes e profissionais”.

Relativamente aos elevadores afirmou que actualmente um dos dois elevadores existentes no centro de saúde está provisoriamente inoperacional, recordando que “nos últimos meses verificaram-se sucessivas avarias o que levou à sua substituição”.

“Estamos cientes do incómodo causado, mas tudo está a ser feito para que o elevador retome a sua actividade normal até ao 6.º piso do centro de saúde, durante o mês de Maio. A funcionar está um outro elevador existente no edifício que assegura a ligação ao 4.º piso”, lia-se na mesma nota emitida.

“Os utentes com mobilidade reduzida e, que necessitam de recorrer ao 6.º piso, devem dirigir-se à secretaria - geral do centro de saúde, e dar conhecimento da sua limitação, uma vez que para estas situações existe a possibilidade de serem prestados os cuidados num outro espaço do centro de saúde”, acrescentou, salientando que “para as mães com carrinhos de bebes foram disponibilizados espaços no interior do centro de saúde, onde podem deixar os seus carrinhos”.

Outras Notícias