Eis os finalistas

Ronaldo, Messi e Neymar são os finalistas ao prémio de melhor jogador da FIFA

23 Set 2017 / 02:00 H.

Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e o brasileiro Neymar são os três finalistas ao prémio de melhor futebolista da época da FIFA, ontem anunciado em Londres, onde terá também lugar a cerimónia dos vencedores, a 23 de Outubro.

Cristiano Ronaldo venceu o prémio em 2008 e 2016 e, pelo meio, conquistou ainda a Bola de Ouro da FIFA em 2013 e 2014, contando, assim, quatro eleições como o melhor do ano, contra cinco de Messi (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015). O internacional brasileiro Neymar surge pela segunda vez na corrida, depois ter sido terceiro em 2015.

Na última edição, ganha por Cristiano Ronaldo - num ano em que venceu a Liga dos Campeões e foi campeão europeu com a selecção portuguesa -, a segunda e terceira posições foram ocupadas por Messi e Griezmann, este último finalista vencido do Euro2016.

Jardim de fora do trio finalista

A cerimónia da FIFA deu a conhecer também os finalistas entre os treinadores, com Zinedine Zidane (Real Madrid) e Massimiliano Allegri (Juventus), mas também o italiano Antonio Conte, que fez regressar o Chelsea ao título inglês. José Mourinho (Mnachester United) e Leonardo Jardim (Mónaco) fizeram parte da lista alargada, mas acabaram preteridos.

Em femininos, a venezuelana Deyna Castellanos (Santa Clarita Blue Heat), a norte-americana Carli Lloyd (Houston Dash) e a holandesa Lieke Mertens (FC Rosengård/FC Barcelona), que em agosto se sagrou campeã europeia, são as candidatas ao troféu.

Para a escolha dos finalistas, votaram seleccionadores nacionais, ‘capitães’ das selecções nacionais, jornalistas e adeptos de todo o mundo, que votaram online.

Os prémios FIFA pretendem eleger os melhores jogadores de futebol masculino e feminino da temporada 2016/17, tendo como novidade principal a atribuição de um galardão ao melhor guarda-redes do ano.

O italiano Gianluigi Buffon (Juventus), o alemão Manuel Neuer (Bayern de Munique) e o costa-riquenho Keylor Navas são os finalistas, escolhidos por um júri de 12 ex-guarda-redes internacionais, entre os quais o português Vítor Baía, que pretende celebrar que os bons jogadores não só os que marcam golos, mas também os que os defendem.

Outras Notícias