Director perde sala para o pré-escolar

15 Fev 2018 / 02:00 H.

Alguns encarregados de educação da Escola Básica com Pré-escolar da Calheta estão preocupados com a exiguidade das salas onde os educandos, inscritos no pré-escolar, estão instalados. Com o crescimento do número de alunos, o estabelecimento de ensino da zona Oeste teve que se adaptar à nova realidade resolvendo colocar parte dos discentes na anterior sala do director da unidade.

Uma situação que estes pais consideram ser uma alternativa mas de forma alguma pode ser uma solução definitiva até por entenderem que existe espaço suficiente no prédio para oferecer outras condições aos 14 alunos que frequentam o ensino.

“Basta que haja vontade das autoridades competentes para proceder a um conjunto de obras e garantir toda a comodidade aos meninos e meninas de tenra idade”, acrescenta um dos encarregados de educação que ainda assim prefere não ser identificado.

Ao DIÁRIO, o director da escola confirma os constrangimentos, mas lembra as diligências efectuadas para que sejam construídas mais duas salas num dos pisos do edifício. O problema, diz Avelino Câmara estará nas mãos da secretaria regional da Educação, da Câmara e da Junta de Freguesia, uma vez que a escola não tem autonomia financeira para construir mais duas salas.

Seja como for, o docente revela que tem mantido diligências para que os problemas sejam rapidamente debelados tendo, inclusive, a garantia que as “obras podem começar brevemente”.