Dino Gonçalves ‘baralha as cartas’ no Reid’s

A decoração do hotel para as duas últimas noites do ano têm a sua impressão digital

30 Dez 2017 / 02:00 H.

Dino Gonçalves voltou a ser o designer de interiores escolhido para ‘vestir a rigor’ o Hotel Belmond Reid’s Palace e, assim, receber com ‘glamour’ as duas últimas noites do ano (hoje e amanhã). Pelo quarto ano consecutivo, o madeirense usou os seus dotes para decorar o hotel e fazer com que todos entrem com o ‘pé direito’ em 2018. Isto em duas noites que reúnem naquela unidade hoteleira tanto madeirenses como turistas, com a particularidade de no dia 30 de Dezembro receber mais residentes e no dia 31 de Dezembro mais estrangeiros.

Este ano, a bitola criada por Dino Gonçalves é maior do que nos anos anteriores, até porque o grau de criatividade e existência aumentam de festividade para festividade. Tanto que as pessoas irão poder ver uma “decoração fantástica a nível visual e cromático”, condizendo desta forma com o ‘revéillon’ da Madeira que é conhecido em todo o mundo.

A decoração retrata, assim, o exagero de vários baralhos de cartas em tamanhos xxxl que juntamente com rosas de várias cores e verdes da Região criam estruturas de 1,50 que, por sua vez, irão crescer em cima das mesas, simulando o desmoronar de baralho de cartas de dimensões gigantes.

O designer de interiores utilizou um rol de materiais para abrilhantar a passagem de ano das pessoas que escolheceram o Hotel Belmond Reid’s Palace para dizer ‘Adeus’ a 2017 e ‘Olá’ a 2018. Dino Gonçalves levantou a ‘ponta do véu’ e revelou que utilizou a 100 estruturas de ferro produzidas para o efeito com 1.50 de altura que irão agarrar e sustentar todo o ‘decor’; 3200 cartas de grandes tamanhos e coloridas que dão o mote do tema; 3000 folhas de antúrios da Região para forrar as estruturas; 700 cubos de oásis para segurar os verdes e flores; 2000 rosas em tons de vermelho, cor de rosa, laranja e amarelo vão ‘brincar’ com as cartas, fazendo um jogo tridimensional em cada mesa e 3450 metros de fita branca e vermelha de gorgurão irão fazer lembrar os detalhes das golas e punhos das roupas das figuras humanas do baralho de cartas.

Porque é tempo de festa, os convidados irão receber chapéus criados de propósito com os emblemas do ‘Joker’, de forma a que todos entrem no espírito do tema escolhido por Dino Gonçalves e, consequentemente, fiquem em sintonia com a decoração. Tudo para que os madeirenses e os turistas possam viver duas noites inesquecíveis.

Sonhador por natureza, o madeirense é natural da ilha da Madeira, mas vive em Lisboa há 20 anos, onde tirou o curso de Arquitectura na Universidade Lusíada. Posteriormente viajou para Londres onde fez especialização em design de interiores, merchandising e vitrinismo, tendo trabalhado para os conhecidos armazéns Selfridges e Harrods.

Em Portugal fez uma especialização em avaliação de bens imóveis e em imagem, protocolo gestão, organização e decoração para eventos. Isto tudo com a ambição de abrir o seu atelier em várias áreas.

Hoje ‘mexe’ com a arquitectura de interiores, design de mobiliário, decoração, vitrinismo para marcas e imagem e floral design para eventos e festas. Tem trabalhos feitos em várias áreas que desenvolveu na Madeira, Portugal Continental, Londres, Mónaco, Luanda, Dubai, Paris, Luxemburgo, Ibiza, Madrid e Marrocos. Hotel Armani Dubai, Hotel Belmond Reid’s Palace, Hotel Palácio Estoril, Hotel One and Only Royal Dubai, televisões SIC e TVI, entre outras marcas e entidades, são alguns dos clientes que têm conhecido de perto o dom do madeirense que, por sua vez, adora a palavra ‘Escala’ por descrever de maneira directa o seu trabalho e a postura perante a vida.