CR7 entrou, marcou, foi expulso e Real venceu

14 Ago 2017 / 02:00 H.

O Real Madrid ganhou ontem vantagem na Supertaça espanhola ao vencer o Barcelona por 1-3, em Camp Nou, naquela que foi o jogo da primeira-mão entre o campeão espanhola e o vencedor da Taça do Rei.

Com o madeirense Cristiano Ronaldo a começar no banco, mas a acabar por ser um das figuras do encontro, a primeira parte não teve emoção e espectáculo, à excepção de muitas faltas a merecerem acção disciplinar por parte do árbitro Ricardo de Burgos. Com os 45 minutos a serem equilibrados a segunda parte acabou por ‘presentear’ o público num espectáculo bonito e com indecisões até final.

Os merengues começaram a segunda parte quase a vencer com um auto-golo de Piqué, aos 49 minutos, após este desviar um cruzamento de Marcelo para o fundo da própria baliza.

Com o jogo mais emotivo, e já com Cristiano Ronaldo em campo, o Barcelona viria a chegar ao empate através de uma grande penalidade onde Lionel Messi não desperdiçou, estão passados 77 minutos.

Três minutos volvidos o melhor jogador do Mundo marcou um grande golo à entrada da área e festejou tirando a camisola e vendo o amarelo. Pouco tempo depois o madeirense caí na área, com o árbitro a alegar uma simulação e a mostrar o segundo amarelo e consequente cartão vermelho. Antevia por isso uma nova reacção do Barcelona mas a verdade é que o Real, mesmo a jogar com 10 unidades, e em contra-ataque viria a ‘matar’ o jogo, com o golo de Marco Asensio, à passagem do minuto 90.

Quarta-feira, pelas 22 horas haverá mais emoções, em Madrid.

Outras Notícias