Detectados mais cancros da pele no rastreio

17 Mai 2018 / 02:00 H.

O rastreio a cancros de pele, realizado, ontem, por iniciativa do Serviço de Dermatologia do Serviço de Saúde da Região (SESARAM), no Hospital dos Marmeleiros, detectou casos mais graves do que os identificados no ano passado.

Os três médicos do SESARAM e dois de fora, que se associaram à iniciativa, diagnosticaram três melanomas, 13 basaliomas, 4 carcinomas espino-celulares e vários nervos atípicos, tendo sido observados 122 doentes. No rastreio do ano passado, não foram encontrados melanomas e houve suspeitas de 15 basaliomas e 2 carcinomas espino-celulares.

Em breve, as doentes com cancro vão ser chamados para serem tratados cirurgicamente e com os demais procedimentos indicados para os seus casos. Os não cancerígenos serão regularmente seguidos.

Anabela Faria, que dirige o Serviço no SESARAM, destacou a boa adesão das pessoas ao rastreio, não tendo sido recusada nenhuma pessoa. Além disso, os doentes ficaram satisfeitos com o serviço prestado.

O rastreio serviu, igualmente, para sensibilizar as pessoas para os cuidados a ter face à exposição solar - fotoeducação, o que contou com o suporte de um folheto produzido pela Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo.

Outras Notícias