Deputados activos na AR

Seis deputados eleitos pela Madeira defendem os interesses da Região

Lisboa /
27 Jul 2017 / 02:00 H.

Ao longo desta XIII Legislatura, os seis deputados eleitos à Assembleia da República (AR) pelo círculo da Madeira têm sido bastante interventivos em São Bento, apresentando iniciativas em prol dos interesses dos madeirenses.

Sara Madruga, eleita pelo PSD/M, apresentou 29 iniciativas, 28 requerimentos, 161 perguntas, 10 nomeações como autor de parecer, 12 nomeações como relator referentes a iniciativas europeias, quatro nomeações como relator relacionadas com petições e uma nomeação como relator referente a contas públicas.

Além disso, a social-democrata esteve envolvida em cinco comissões e em duas sub-comissões, tendo ainda realizado 26 intervenções e 82 actividades parlamentares. Participou, de igual forma, em duas delegações eventuais, 107 audições e 34 audiências, efectuando ainda cinco deslocações.

Sara Madruga esteve também presente em oito eventos, participou em três grupos parlamentares de amizade e ainda em três iniciativas do Parlamento dos Jovens.

Rubina Berardo, deputada do PSD/M, apresentou 22 iniciativas, sete requerimentos e 49 perguntas. Além disso, a social-democrata apresentou uma nomeação como autor de parecer, 13 nomeações como relator referente a iniciativas europeias, três nomeações como relator relacionadas com petições, tendo pertencido a quatro comissões e a uma sub-comissão.

Durante esta segunda sessão legislativa, a deputada do PSD/M levou a cabo mais de 20 intervenções, tendo participado em duas delegações eventuais, 190 audições, 18 audiências e efectuado duas deslocações. Rubina Berardo fez ainda parte de três acções em grupos parlamentares de amizade e mais três referentes ao Parlamento dos Jovens.

O deputado social-democrata Paulo Neves apresentou 36 iniciativas na Assembleia da República, 16 requerimentos e fez 69 perguntas. Além disso, participou em duas nomeações como autor de parecer, duas nomeações como relator referente a petições, duas comissões e duas sub-comissões.

Paulo Neves efectuou ainda 16 intervenções, participou em 29 actividades parlamentares, 75 audições, oito audiências, tendo realizado duas deslocações. Fez, de igual forma, parte de dois eventos e participou em duas iniciativas em grupos parlamentares de amizade e em um evento no Parlamento dos Jovens.

O socialista Carlos Pereira apresentou 31 iniciativas, 14 requerimentos e 25 perguntas. O deputado do PS/M participou ainda numa nomeação como autor de parecer, numa como relator no que concerne às contas públicas e pertenceu em cinco comissões e três sub-comissões.

Além disso, fez 40 intervenções, participou em 15 actividades parlamentares, uma delegação permanente, uma delegação eventual, 107 audições e duas audiências. Participou ainda em três iniciativas nos grupos parlamentares de amizade e no Parlamento dos Jovens, tendo efectuado uma deslocação e participado num evento.

O socialista Luís Vilhena apresentou oito iniciativas, dois requerimentos, 12 perguntas, quatro nomeações como autor de parecer e cinco nomeações como relator relacionadas com iniciativas europeias. Pertenceu a cinco comissões e a uma sub-comissão, tendo realizado sete intervenções e 12 deslocações.

Além disso, fez parte de nove actividades parlamentares, 104 audições, 24 audiências, três eventos, três iniciativas em grupos parlamentares de amizade e uma no Parlamento dos Jovens.

O deputado do BE/M escolhido pelos madeirenses, Paulino Ascenção, apresentou mais de 200 iniciativas, 85 requerimentos, 18 perguntas, três nomeações como autor de parecer, duas nomeações como relator referentes a iniciativas políticas e cinco nomeações como relator relacionadas com petições. Pertenceu a cinco comissões, oito sub-comissões e fez 44 intervenções. Mais: realizou mais de 35 actividades parlamentares, mais de 200 audições, 24 audiências, duas participações nos grupos parlamentares da amizade, um evento e duas deslocações.

Na edição de ontem do DIÁRIO foi publicada uma contagem incorrecta do trabalho realizado pelos seis deputados eleitos pelo círculo da Madeira à Assembleia da República. Pelo sucedido pedimos desculpas aos visados assim como aos leitores.

Outras Notícias