Defesa do Consumidor quer uma ‘Festa Segura’

Compras ‘on-line’, iluminações e brinquedos exigem mais atenção

07 Dez 2017 / 02:00 H.

A Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, através do Serviço de Defesa do Consumidor lançou a campanha ‘Faça deste Natal uma Festa Segura’. A iniciativa, que visa alertar os consumidores para os cuidados a ter nesta época de maior volume de compras, foi apresentada no ‘La Vie’, um dos principais centros comerciais do Funchal.

Além da secretária, Rita Andrade, participaram na sessão de apresentação da campanha a directora do serviço, Graça Moniz e Sónia Passos, directora de comunicação da Direcção-geral do Consumidor.

Graça Moniz lembrou que a maior “exuberância” no consumo, associada a esta quadra, “implica mais riscos”.

Foram esses riscos que Sónia Passos referiu, numa intervenção em que destacou a importância de a Madeira ser a única região do país a ter “um serviço completo de defesa do consumidor”, uma vez que tem “um centro de arbitragem público”, o que não acontece no território continental.

Numa época em que a “publicidade é mais agressiva”, é importante a atenção que se dedica a questões como a segurança, as condições de compra e devolução de produtos.

A directora de comunicação da Direcção-geral do Consumidor aponta alguns produtos e serviços que, nesta época, obrigam a mais cuidados.

Em primeiro lugar, as iluminações. “Cada vez que vamos montar a árvore de Natal, devemos verificar o estado do equipamento”, recomenda.

Em relação aos brinquedos, o maior cuidado deve ser a leitura dos rótulos e confirmar se são indicados para crianças, sobretudo com menos de três anos.

As compras na Internet obrigam a atenção em relação aos produtos e condições de venda, evitar ‘sites’ que “não dão confiança” e procurar comprar em países da União Europeia porque as garantias são maiores.

“Planeamento e gestão do orçamento, não recorrendo ao crédito para compras”, é um conselho para uma ‘Festa Segura’.