Cumpriu-se ambição da Ordem

Procuradora-geral da República esteve na sessão realizada na Rua 31 de Janeiro

02 Fev 2018 / 02:00 H.

Era uma das mais antigas ambições da Ordem dos Advogados e ontem foi oficialmente inaugurada. A nova sede do Conselho Regional da Madeira, localizada na Rua 31 de Janeiro, no Funchal, mereceu casa cheia para a sua inauguração.

O bastonário da Ordem dos Advogados afirmou que podemos considerar que vivemos numa sociedade de “rede de medo”, pois “tudo está regulamentado”. Além disso, as fronteiras foram dissolvidas, o que vem fazer com que o direito se tenha mundializado. Guilherme Figueiredo falou de um direito fragmentado, que deverá ser ligado. A celebração e a fraternidade acabam por congregar todos os seres. “Hoje celebramos não só a inauguração da nova sede, mas também a fraternidade entre todos os advogados e todos os jurista em nome e em defesa do outro [...] mas, simultaneamente temos que olhar para as dificuldades que sucedem no nosso tempo e não ignorá-las”, frisou.

Brício Araújo mostrou-se orgulhoso por ter alcançado este objectivo, enquanto presidente do Conselho Regional da Ordem dos Advogados. Salientou o simbolismo que o espaço tem e a maior dignidade que vem conceder a estes profissionais.

Quanto ao Representante da República para a Região, Ireneu Barreto, mostrou-se bastante satisfeito por participar no evento, até porque esta casa dos advogados era um desejo do seu irmão, Alcino Cabral Barreto, antigo presidente do Conselho Distrital da Ordem.

Também Tranquada Gomes, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, dirigiu umas palavras aos presentes, entre os quais a Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, afirmando que o Pacto de Justiça, recentemente aprovado, constituiu um grande desafio, mas que funcionará para bem de toda a comunidade.

Por seu lado, Miguel Albuquerque frisou a importância da advocacia para o dia-a-dia da sociedade e recusou a ‘pressa’ que por vezes se impõe à Justiça, uma vez que considera que esta “tem um prazo de maturação”.

Paulo Cafôfo congratulou a Ordem dos Advogados pela conquista de um espaço próprio, ainda para mais localizado nas imediações do Palácio da Justiça.

A cerimónia de inauguração juntou largas dezenas de juristas, tendo contado com a presença de presidentes de diversos Conselhos Distritais da Ordem dos Advogados e de entidades oficiais madeirenses.