CR7: Melhor do Mundo pela segunda vez em 2016

Dubai /
28 Dez 2016 / 02:00 H.

O madeirense Cristiano Ronaldo recebeu ontem, no Dubai a distinção de melhor jogador do Mundo, pela segunda vez, em 2016. Depois da quarta Bola de Ouro entregue pela revista francesa France Football, o astro do Real Madrid e da selecção portuguesa recebeu igual título, desta feita na oitava edição da gala anual do Globe Soccer Awards. Nesta cerimónia que integra uma vez mais a conferência internacional de desporto o jogador luso veio a somar o seu terceiro troféu como o melhor do Mundo, e onde Lionel Messi apenas venceu por uma ocasião, em 2015.

Além deste troféu CR7 veio ainda a ser distinguido com o prémio de generosidade, fair-play e fiel às causas humanitárias.

Apesar de não estar presente na cerimónia, o jogador português esteve em directo via videoconferência onde agradeceu os troféus conquistados e admitiu que, sem dúvida que em 2016 foi o melhor ano para ele.

“Em termos individuais e colectivos foi o melhor ano da minha vida, onde conquistei vários troféus. O que posso pedir mais, senão continuar a trabalhar para ter mais alegrias”, começou por afirmar.

“São muitas as pessoas que continuam a duvidar de mim, do Real Madrid, da selecção nacional, e temos aqui as provas. Ganhámos tudo. Por isso foi um ano fantástico, estou muito feliz”.

Ronaldo quis ainda fazer referência ao colectivo: “Tenho de agradecer aos meus colegas da selecção e do Real, ao nosso treinador Fernando Santos que sei que está aí. Espero que ganhe este prémio e que em Janeiro ganhe o de melhor treinador do Mundo”, concluiu.

Quanto ao prémio humanitário: “Significa muito para mim e irei continuar a apoiar as questões humanitárias e solidárias em todo o mundo, pois é assim que me sinto bem”. Já em termos colectivos, nesta gala anual Cristiano Ronaldo veio também a integrar a melhor equipa de 2016 em termos mundiais, que acabou por ser entregue ao Real Madrid

Em 2016, o avançado do Real Madrid e ‘capitão’ da selecção portuguesa conquistou o título de campeão europeu, a Liga dos Campeões, a Supertaça Europeia e o Mundial de Clubes, assim como a sua quarta Bola de Ouro, e neste início de semana tinha já conquistado o ‘troféu’ melhor desportista europeu do ano, uma distinção que pela primeira vez foi entregue a um português assim como a um futebolista. De referir que em Janeiro de 2017 a FIFA elege o melhor do Mundo e uma vez mais o madeirense corre para mais um título, naquele que foi um ano de ouro.

Outras Notícias