Co-pagamento imediato só onde há convenção

Beneficiários da ADSE têm de pagar por inteiro nos prestadores não convencionados

14 Mar 2018 / 02:00 H.

Nos últimos tempos, têm sido muitos os casos de beneficiários de ADSE que, ao recorrerem a algum serviço prestado por unidades de saúde privadas, vêem-se obrigados a pagar da totalidade do serviço, em vez do co-pagamento imediato como antes acontecia.

A situação tem levantado várias questões e dúvidas junto de várias pessoas e foi por essa razão que o Instituto da Administração...

Outras Notícias