Cinco escolas
da RAM com média negativa

16 Jul 2017 / 02:00 H.

A EBS da Ponta do Sol, a EBS Padre Manuel Álvares (Ribeira Brava), a EBS Prof. Dr. Francisco Freitas Branco (Porto Santo), a EBS Bispo D. Manuel Ferreira Cabral (Santana) e a EBS Gonçalves Zarco (no Funchal) foram as cinco escolas da Região que obtiveram média negativa na 1.ª Fase dos Exames Finais Nacionais de 2017.

De acordo com os dados, fornecidos pela Secretaria Regional da Educação, 10 em 15 escolas da RAM obtiveram uma média igual ou superior a 95, valor a partir do qual essa média é positiva. O mesmo equivale a dizer que um terço das escolas da Região ‘chumbou’ nos exames nacionais.

A EBS da Calheta ocupa o primeiro lugar no ranking regional, com uma média positiva de 110. Inversamente, a EBS Gonçalves Zarco (no Funchal) é aquela que regista a média mais baixa da Região (84). De notar que os dados referem-se apenas ao apuramento da média global dos exames por escola.

Os Exames Finais Nacionais da 1.ª Fase de 2017 do Ensino Secundário decorreram em 15 escolas da Região e no conjunto das 22 disciplinas sujeitas a exame final nacional. No total foram realizadas 6525 provas.

Jaime Moniz e Francisco Franco com maior número de provas

O número de provas realizadas nas escolas secundárias Jaime Moniz (1963) e Francisco Franco (2007) continua a ser o mais elevado a nível nacional. De salientar também as diferenças obtidas entre as três escolas secundárias da capital madeirense. Enquanto o Liceu e a Escola Secundária Francisco Franco ocupam posições cimeiras no ranking regional (respectivamente 2.º e 3.º lugares, com média de 109 e 107 valores), a EBS Gonçalves Zarco é aquela que regista os piores resultados.

Ressalve-se que, em termos globais, a Madeira acompanhou a tendência nacional de melhoria das médias e diminuição dos chumbos.