CDS/PP quer saber quantos balcões da CGD vão fechar na Madeira

21 Mar 2017 / 02:00 H.

O grupo parlamentar do CDS-PP Madeira reagiu ontem ao processo da Caixa Geral de Depósitos, aproveitando a presença na Região de dirigentes e deputados do CDS nacional, no âmbito da colaboração entre os dois grupos parlamentares.

Pedro Mota Soares, antigo ministro e coordenador da Comissão de Economia da Assembleia da República, desafiou o governo a informar o número de funcionários que vão ser dispensados na Madeira assim como o número de balcões que serão encerrados.

Há duas semanas, a CGD apresentou prejuízos históricos de 1.859 milhões de euros, mais de dez vezes que os resultados negativos de 171 milhões de euros de 2015, justificados pela constituição de novas imparidades (perdas potenciais, sobretudo para crédito).

Na ocasião, o presidente executivo da CGD, Paulo Macedo, referiu que o plano de reestruturação e reorganização prevê a redução de mais de 2.200 trabalhadores até 2020 e o fecho de quase 200 agências.

Outras Notícias