Carlos Pereira em São Bento e Victor a liderar a bancada

Presidência do grupo socialista na ALM só deverá ser alterada após o Congresso

23 Jan 2018 / 02:00 H.

As eleições para a liderança do Partido Socialista da Madeira vão ter repercussões na composição do grupo parlamentar na Assembleia Legislativa. Carlos Pereira, que foi derrotado por Emanuel Câmara nas ‘directas’, vai deixar o parlamento regional e reassumir o seu lugar de deputado na Assembleia da República.

Uma alteração que está para breve e que implicará a saída de Adelaide Ribeiro de São Bento, para onde foi em Novembro do ano passado, quando Carlos Pereira regresso à ALM para defender uma moção de censura ao governo regional.

Com a saída do ainda líder do PS-M da Assembleia Legislativa, regressa Mafalda Gonçalves.

A recém-eleita presidente das Mulheres Socialistas da Madeira esteve no parlamento desde o início da legislatura e só saiu para dar lugar a Carlos Pereira.

Com estas alterações, o grupo parlamentar do PS-M fica com uma relação de forças de 3-2, entre apoiantes de Emanuel Câmara e de Carlos Pereira.

Victor Freitas, Avelino da Conceição e Mafalda Gonçalves foram apoiantes de Câmara e deverão integrar a sua comissão política. Já Jaime Leandro e Sofia Canha estiveram ao lado de Carlos Pereira.

As eleições internas, que Emanuel Câmara venceu, com 57%, contra 43% de Carlos Pereira, levaram a que Jaime Leandro colocasse o lugar à disposição do novo líder. A mudança, no entanto, só deverá acontecer depois do Congresso , a 3 e 4 de Fevereiro e da primeira reunião da Comissão Regional.

Segundo os estatutos, compete ao congresso eleger a Comissão Regional e a esta eleger a Comissão Política. É este órgão executivo que indicará um líder para o grupo parlamentar que terá de ser votado pelos deputados.

Segundo foi possível apurar, deverá ser Victor Freitas o indicado para líder parlamentar, funções que já desempenhou em legislaturas anteriores.

Quanto a Carlos Pereira, assume o lugar na AR e também deverá desempenhar funções de direcção no grupo parlamentar. A proximidade com Carlos César, líder da bancada socialista, ficou bem marcada ao longo da legislatura.