Candidatura a reserva da Biosfera cativa Porto Santo

05 Fev 2018 / 02:00 H.

    Desde que foi anunciado que o Porto Santo se estava a candidatar a reserva da Biosfera que os porto-santenses se interessaram logo pelo assunto. Já algumas palestras foram feitas na ilha e todas elas tiveram aceitação por parte da população, como foi caso da realizada no passado sábado nos paços do concelho.

    O DIÁRIO falou com uma das responsáveis locais pela divulgação deste projecto junto da população, Rute Areal: “Nesta semana, o que nós fizemos sempre foi reunir pequenos grupos da população para recolher propostas”.

    Na palestra realizada foi aberto um ciclo para aquelas pessoas que não puderam aparecer naqueles pequenos grupos e conseguiram assim “dar a sua opinião”.

    A docente revelou ainda que “a reserva da Biosfera só se tornará realidade se houver o envolvimento e o empenho de toda população”.

    Uma das responsáveis por esta candidatura na ilha dourada disse ao DIÁRIO que “tudo aquilo que nós temos recolhido, naqueles pequenos grupos, é que as pessoas têm mostrado muito interesse em reclamar o que é delas, e dizem que nós temos mais-valias, e temos muito mais do que a praia para oferecer”.

    Já a responsável pela área do Ambiente (há já alguns anos na autarquia), Rubina Brito, disse que “a reserva da Biosfera é uma iniciativa que tem o apoio da UNESCO, só por aí, está implícita uma grande qualidade no projecto, e uma grande visibilidade a nível internacional”.

    “O que tenta fazer a reserva da Biosfera é, baseando-se na cultura, no património natural e nas necessidades que as pessoas têm, desenvolver um território baseando-se naqueles aspectos e ao fim ao cabo, tornar um território desenvolvido sustentavelmente”.

    É da opinião que este projecto tem muita importância para a ilha: “Espero que as pessoas tenham a consciência disso e que se envolvam, porque isso é da extrema importância para o sucesso da candidatura”.