Campeã da Europa tem de estar ao melhor nível

Adrien Silva admite jogo difícil com a Rússia mas há ‘armas’ para vencer

20 Jun 2017 / 02:00 H.

O médio português Adrien Silva afirmou ontem que a selecção portuguesa de futebol, campeã europeia, vai ter de estar ao melhor nível frente à Rússia, amanhã, para conseguir a primeira vitória na Taça das Confederações.

“Vamos em busca da primeira vitória, sabemos que vai ser um jogo bastante complicado perante o público deles - vão ter um apoio muito forte -, mas temos capacidade para contrariar”, afirmou o capitão do Sporting, em declarações à assessoria da Federação Portuguesa de Futebol.

A equipa das ‘quinas’ defronta a anfitriã Rússia, na tarde de amanhã, em Moscovo, na segunda jornada do Grupo A da competições, depois de se ter estreado no passado domingo, em Kazan, com um empate frente ao México (2-2) e onde esteve por duas ocasiões em vantagem.

“Portugal entra sempre para ganhar, não o fizemos no primeiro jogo, apesar de termos feito o necessário para o conseguir. Agora, não adianta pensar neste resultado, mas sim focarmo-nos no que temos de fazer, nos próximos encontros, e o próximo é já contra a Rússia, que é para ganhar”, frisou.

O médio ‘leonino’ disse também esperar dificuldades no jogo de encerramento do grupo, diante da Nova Zelândia, no sábado, em São Petersburgo.

“Ambas as equipas têm qualidade e são bem organizadas, sabemos que temos de estar ao nosso melhor nível para as contrariar”, rematou o jogador leonino que foi um dos jogadores da selecção que ontem subiu ao relvado no Centro de estágio de Rubin Kazan para cumprir mais uma sessão de trabalho antes da viagem para a capital russa.

Após a primeira jornada, a Rússia lidera o agrupamento, com três pontos, graças à vitória por 2-0 frente aos neozelandeses, enquanto Portugal e México seguem no segundo posto, com um ponto.

Recorde-se que o encontro Rússia-Portugal está agendado para amanhã, pelas 16h00 (hora de Lisboa), no Spartak Stadium, em Moscovo. Três horas depois disputa-se o México-Nova Zelândia, a contar para o grupo A.

Outras Notícias