Black & White Dixieland Jazz Band toca clássicos

A banda regressa amanhã ao Scat, no Lido, para uma noite de música ao vivo

21 Abr 2017 / 02:00 H.

Depois de Maria João, Mário Laginha, Paula Oliveira, Joana Machado e vários outros nomes do panorama jazzístico nacional e regional, o SCAT Music Club & Restaurant dá continuidade à aposta na música ao vivo para esta temporada 2016/2017 com a apresentação amanhã da Black & White Dixieland Jazz Band, um noneto liderado pelo director musical Aquilino Silva. O grupo regressa ao espaço do Lido para uma noite de standards.

A par de director e fundador da Black & White Dixieland Jazz Band, Aquilino Silva é cornetim. No trombone está Miguel Camacho, no clarinete José António Sousa, no saxofone tenor Duarte Basílio, na tuba Hélder Pereira, no banjo Avelino Abreu, no piano Duarte Nuno, na bateria Énio Jardim e na voz Lisandra Gomes. O reportório vai passar por temas do jazz clássico, essencialmente dos anos 20 e 30, escolhidos pelo director musical.

A experiência com bandas vem de mais longe. Aquilino Silva funcou em 1993 a banda Dixie8Fun com um conjunto de outros músicos que como eles tinham paixão por este género musical. O projecto acabaria por ter fim em 2005, mas o gosto continuou e “em género de ‘upgrade’ da banda inicial”, dão forma à Black & White Dixieland Jazz Band com jovens alunos e professores do Conservatório – Escola Profissional as Artes da Madeira.

Entretanto a banda foi sofrendo algumas alterações, tendo sido significativa a entrada em 2014 de voz. Hoje o projecto é formado por nove músicos profissionais.

Quanto ao SCAT Music Club & Restaurant, vai continuar no próximo mês com as noites de jazz. O Óscar da Graça Quarteto é a próxima proposta, com este músico, Nleson Cascais, João Lopes Pereira e Jeffery Davis. Em Junho pode ouvir Maracangalha, de Bruno Santos, Romeu Tristão e João Pereira, a fechar a temporada.

Os concertos começam por volta das 23 horas.

Outras Notícias