Bandolins recordam Eurico Martins

Se fosse vivo, o maestro faria 64 anos. Domingo a Orquestra presta-lhe homenagem

13 Jun 2018 / 02:00 H.

Eurico Martins faria 64 anos se fosse vivo e é precisamente para que não caia no esquecimento que a Orquestra de Bandolins da Madeira promove um concerto no próximo domingo, às 21 horas no Centro de Congressos da Madeira. O objectivo é recordar o anterior director artístico e maestro da formação de São Roque.

Este concerto integrado no plano de actividades do Recreio Musical União da Mocidade será dirigido pelo actual director artístico e maestro da Orquestra, André Martins. Vai contar com a participação das cantoras Cláudia Sardinha e Diana Quintal, que em outras ocasiões já partilharam o palco com esta formação centenária.

Eurico Martins é uma figura incontornável da história do Recreio Musical, tendo sido responsável pela formação dos músicos desde 1994 até 2014, assim como pela sustentabilidade financeira que promoveu, através de uma temporada com concertos semanais. Trabalho, persecução de objectivos e credibilidade foram as suas regras e ainda em vida muitos lhe reconheceram o mérito. Publicamente, em 2013, por altura das celebrações do 10 de Junho, Eurico Martins foi agraciado com o Grau de Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

O maestro viria a falecer no dia 30 de Dezembro de 2014, aos 60 anos, deixando mais pobre a cultura madeirense e simultaneamente mais rica com o legado do seu trabalho. Hoje os Bandolins continuam a actividade com concertos regulares e no dia 17 prestam homenagem a este homem que foi “uma marca fundamental no Recreio Musical União da Mocidade”, referiu a direcção.

O concerto vai contar com as participações especiais de Diana Quintal, uma jovem madeirense com formação em canto. Em 2014 entrou para o Curso Especializado de Canto no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira, tendo na altura ingressado também no ensemble vocal Ninfas do Atlântico. A sua ligação à música vem de muito antes. Em 2003 ingressou no Coro Infantil da actual Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia (DSEAM), e frequentou também o Coro Infantil da Escola Salesiana de Artes e Ofícios, tendo nesta escola conseguido o 1.º lugar no Festival da Canção da Escola Salesiana em 2004. Em 2010 deixou o Coro Infantil da DSEAM para ingressar no Coro Juvenil.

Cláudia Sardinha também tem formação em Canto pelo Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira e é licenciada em Educação Musical. É solista na Orquestra Clássica da Madeira e na Banda Militar da Madeira. Num outro registo, Cláudia Sardinha é ainda vocalista da banda The Grumpies.

Os interessados em assistir a este concerto devem adquirir um bilhete. Custam 10 euros, estão à venda no dia do evento, a partir das 9 horas.

Outras Notícias