‘Ataque’ aos saldos pós-Natal

Os portugueses aproveitam cada vez mais os saldos após a época natalícia para comprar e oferecer as suas prendas de forma tardia, prevalecendo o facto dos preços serem mais reduzidos

30 Dez 2017 / 02:00 H.

    Com o fim das celebrações natalícias e depois da entrega de prendas, ainda existem portugueses que aproveitam os saldos de Inverno para adquirir alguns presentes tardios.

    Depois de em Novembro de 2014 o Conselho de Ministros português dar luz verde a um regime que liberalizou o período de saldos, sejam pós-natalícios ou de Verão, regulando apenas que podem ter a duração de quatro...