Arraiais de S. Martinho causam desconforto entre paróquia e clube

Pádre pede que se evitem eventos simultâneos. CSM diz que militares deram mote

08 Nov 2017 / 02:00 H.

Duas festas em honra do mesmo santo, nas mesmas datas e na mesma freguesia. Os arraiais de São Martinho organizados pela paróquia com o mesmo nome, no Funchal, e o Club Sport Marítimo estão a gerar alguns protestos por parte de cidadãos que consideram que se está a perder a tradição com dois eventos em simultâneo.

Aliás, o sentimento é partilhado pelo pároco de São Martinho, Marcos Gonçalves, que até contactou o presidente do clube sobre o assunto. No entanto, ambos garantem que as festas se vão realizar, até porque os cartazes são bastante recheados.

“Tenho muita pena e lamento que, na mesma freguesia e usando o nosso padroeiro e na mesma data das nossas festas, isto possa estar a acontecer”, afirmou ao DIÁRIO o pároco. No entanto, assume que compreende “que, na sociedade em que nós vivemos, que é uma sociedade plural, diversificada, com muitas instituições, há liberdade de programas e eventos, até nas mesmas datas”.

“Seria bom que, para os próximos anos, tivéssemos em conta que é importante que instituições que vivam na mesma freguesia: há outras datas e oportunidades e razões para fazermos festa, sem necessidade de andarmos a atropelar-nos uns aos outros”, afirmou Marcos Gonçalves, acrescentando que há muitos paroquianos a fazerem esforços para concretizar esta festa, sendo que o seu esforço pode não vir a ser recompensado.

Por seu lado, Carlos Pereira afirmou ao DIÁRIO que não há uma posição dominante neste assunto. “Se o senhor padre acha que a freguesia é toda dele eu fico surpreendido. As coisas não podem ser vistas à vontade de uma pessoa, têm que ser vistas à vontade de pessoas”.

O pároco de São Martinho contactou Carlos Pereira, demonstrando o seu descontentamento com a escolha da data e requerendo maior atenção na marcação de eventos futuros.

A presidência do Marítimo explica que a iniciativa surgiu pelo mote dado pela Força Aérea, que requereu a colaboração para um evento de divulgação das actividades Militares, que se realiza entre 7 e 12 de Novembro, com actuações das suas bandas filarmónicas, exposições temáticas e saltos de demonstração de pára-quedismo no Estádio do Marítimo.

Assim, o clube aproveita a ocasião para “pôr mais uma vez em prática o seu papel social e produzir um evento popular, que pela sua data faz todo o sentido ser alusivo a São Martinho, freguesia da qual faz parte integrante”.

“Com a produção deste evento, a colectividade considera estar a contribuir para a divulgação, desenvolvimento e animação social de São Martinho e a atrair a população da Ilha para a freguesia numa data própria que em paralelo ao arraial da paróquia e a outras iniciativas, criará com certeza um cartaz deveras apelativo para a população regional e para os que nos visitam, cumprindo e desenvolvendo a tradição regional deste tipo de evento”, explica o clube.

Programa recheado com Miro Freitas e Ágata nos cartazes

A Festa de São Martinho, organizada pela paróquia, arrancou ontem com as novenas a Nossa Senhora do Patrocínio, que partilha as festividades com o padroeiro. Quanto à música, no dia 10, Ruben Aguiar sobe ao palco após a missa e a actuação da Banda de Música de Santo António. No dia seguinte, também após a missa das 19 horas, há novamente actuação da banda de Santo António, seguindo-se o espectáculo protagonizado por Miro Freitas.

O cantar também marcará presença na festa organizada pelo Marítimo. Na sexta-feira haverá sessão de autógrafos com os jogadores, a partir das 18 horas, seguindo-se o visionamento do jogo Portugal - Arábia Saudita num ecrã gigante. Os 4Litro sobem a palco às 21 horas e depois será a vez de Miro Freitas. A noite termina com a animação a cargo do DJ Filipe Quintal, do TRAP.

Já no sábado, a partir das 16h30 haverá espectácul’o com a banda militar e saltos dos Falcões Negros’, os paraquedistas do exército. Às 19 horas será a vez da Orquestra de Ponteado da Madeira subir a palco. Os Galáxia animam a partir das 21 horas e a cabeça-de-cartaz, a cantora Ágata, tem actuação marcada para as 22h30. O DJ Fire, do Dubai, fecha a noite.

Outras Notícias