AMEF

fpf disntinguiu organização

28 Dez 2017 / 02:00 H.

A Associação Nacional de Médicos de Futebol (AMEF), que é presidida desde 2009 pelo madeirense João Pedro Mendonça, foi distinguida pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) com um prémio de mérito pela formação de médicos para o futebol português.

“Fomos homenageados pelas iniciativas que tomamos ao longo do ano, para que os médicos estejam mais apetrechados e documentados para poderem exercer a sua função o melhor possível”, explicou João Pedro Mendonça, ao DIÁRIO, salientando que, apesar de não ter sido a primeira distinção por parte da FPF, “o reconhecimento é sempre gratificante”. “Temos a noção de que estamos a actuar no bom sentido, de dotarmos os departamentos clínicos dos clubes de futebol com melhores condições, contribuindo para que a prevenção, diagnóstico e tratamento da patologia desportiva seja o mais bem tratada”, realçou.

Ao longo os últimos anos, “a AMEF levou a efeito eventos que são creditados pela UEFA, que têm a ver fundamentalmente com a emergência médica, a forma como o médico deverá actuar em situações de emergência decorridas durante a competição”, disse o clínico. Mas, apesar de ser uma organização de médicos, a AMEF tem também um papel interventivo em relação ao futebol português, mesmo que não estejam ligadas à saúde. “Nunca nos coibimos de dar a nossa opinião nas Assembleias Gerais da Federação sejam em que temas forem. A AMEF corrobora, por exemplo, com aquilo que tem feito o presidente da Federação tem feito, no sentido de tudo se dever fazer para acabar com esta verborreia que só tem ajudado à tendencialmente destruição do nosso futebol, por parte de alguns dirigentes que, não medindo a importância social que têm, vêm cá para fora dizer coisas inadmissíveis”, manifestou.

João Pedro Mendonça sublinhou a finalizar que em 2018, em parceria também com a Liga de Clubes, a AMEF vai promover mais um evento, que irá abordar a traumatologia desportiva

Outras Notícias