Alemanha sofreu para ‘derrubar’ a Austrália

20 Jun 2017 / 02:00 H.

A Alemanha foi superior na maior parte do tempo, mas teve de sofrer até ao final para bater a Austrália por 3-2, na estreia das duas selecções na Taça das Confederações, em Sochi.

Os germânicos, que se apresentaram na Rússia com um conjunto de ‘segunda’, estiveram a vencer por 1-0 e 3-1, com tentos de Lars Stindl (5 minutos), Julian Draxler (44, de grande penalidade) e Leon Goretzka (48).

Por seu lado, Tommy Rogic (41 minutos) e Tomi Juric (56) apontaram os golos dos australianos, que assustaram várias vezes os alemães na última meia hora e mantiveram a incerteza no marcador até ao fim.

Os germânicos assumiram o comando do encontro desde início e adiantaram-se no marcador logo aos cinco minutos, por Stindl, que, sozinho na área, deu a melhor sequência a um centro atrasado de Brandt, na direita.

Em vantagem, o ‘onze’ de Löw continuou a ‘mandar’ e criou várias ocasiões para marcar mas seria os australianos que aos 41, por Rogic, que rematou contra Mustafi e, na recarga, com Leno desequilibrado, atirou para o golo do empate.

A igualdade não durou, porém, muito tempo, já que, aos 43 minutos, Luongo carregou Goretzka na área e, na transformação do respectivo pénalti, Draxler, que foi eleito o ‘melhor em campo’, não perdoou.

A Alemanha voltou a entrar melhor e a marcar cedo, aos 48 minutos, por Goretzka, que ‘fuzilou’ Maty Ryan, depois de uma assistência de Kimmich. mas os ‘socceroos’ reentraram na luta aos 56 minutos, com um tento de Juric.

Até final a Austrália acreditou que poderia pontuar e criou situações de algum perigo, mas acabou por ‘cair’ na muralha germânica.