Administração da TAP na Região a 7 de Junho

Companhia quer ouvir os diversos agentes políticos, sociais

13 Mar 2018 / 02:00 H.

O Conselho de Administração da TAP SGPS vai reunir na Madeira a 7 de Junho próximo, concretizando o desejo de realização de encontros fora da sede da Companhia, em Lisboa. Uma oportunidade para a cúpula da companhia ouvir os diversos agentes políticos, sociais e económicos da Região sobre aspectos que estão permanentemente na agenda, caso do preço das passagens aéreas nos voos domésticos e as novas rotas.

Confirma-se assim notícia avançada pelo DIÁRIO durante a Bolsa de Turismo da Madeira, feira onde o novo presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, considerou a Madeira como ponto estratégico na operação da companhia, “que importa defender e promover”, mesmo sendo prematuro definir os moldes de um projecto a longo prazo, o que revela no seu entender “compromisso sério” da companhia com o destino.

A iniciativa inédita de descentralização das reuniões do Conselho de Administração do Grupo TAP começou na semana passada na cidade do Porto, na Casa de Serralves vai repetir-se noutras regiões do País. Sabe o DIÁRIO que a reunião nos Açores está marcada para Setembro.

A descentralização das reuniões da administração, na qual o madeirense Bernardo Trindade é vogal, visa uma maior aproximação da companhia às realidades e necessidades das principais cidades e regiões portuguesas.

Em Fevereiro. o maior crescimento relativo da TAP foi registado nas rotas de e para as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, que aumentaram 28,3%, ou mais 16 mil, para um total de 74 mil passageiros transportados. Pela primeira vez num mês de Fevereiro, a TAP transportou mais de 40 mil passageiros nas ligações entre Lisboa e o Funchal.