AD Galomar entre a elite do squash português

Lisboa /
13 Jun 2018 / 02:00 H.

Mais de seis dezenas de atletas fizeram a festa, no passado fim-de-semana, nos campos do Lisboa Racket Centre, da mais importante prova do calendário oficial da Federação Nacional de Squash, nomeadamente o Campeonato Nacional Absoluto. Com um prize money de 1.000 dólares na vertente masculina e 100 dólares no quadro feminino a Madeira marcou presença com sete atletas da AD Galomar.

A competir entre a elite da modalidade em termos portugueses, os jogadores insulares tiveram boas prestações, com o destaque maior a ir para Gonçalo Miranda que veio a atingir os quartos-de-final, tendo ‘fugido’ a luta pela medalha de bronze ao ser eliminado pelo quarto cabeça de série da prova, Rui Cruz, por 7-11, 3-11 e 2-11.

Já na luta pela atribuição de um lugar entre o quinto e o sexto lugar, o madeirense atingiu a ‘final’ perdendo frente a Jorge Monteiro (11-5, 11-8 e 11-7), o que lhe permitiu fechar o campeonato no sexto posto entre os 51 participantes.

Ainda na prova masculina, referência para Ricardo Sardinha e Ricardo Santos que atingiram os oitavos-de-final do mapa final, tendo, depois, terminado as suas prestações no 14.º e 15.º lugares respectivamente. Bruno Silva garantiu um lugar nos 16 avos-de-final, para depois concluir a competição no 19.º posto. Já Pedro Miranda e Jorge Ferreira começaram por perder na primeira ronda da fase final, para depois terminar no 34.º e 51.º postos respectivamente.

No quadro feminino Cristina Gama foi a única representante madeirense tendo estado em bom plano na primeira ronda, onde deu luta a Telma Silva, mas veio a perder por uns suados 3-2 (4-11, 5-11, 11-6, 11-7, 5-11). No jogo de atribuição do 9.º e 10.º lugares a atleta da AD Galomar sofreu novo desaire, diante de Ann Marie Drysdale, fechando o top-10 final.

Outras Notícias