Abreu conquista pódio e depois leva um toque

Piloto madeirense foi forçado a desistir na segunda corrida

12 Jun 2017 / 02:00 H.

Francisco Abreu não foi feliz no segundo Racing Weekend de 2017 a contar para o Campeonato Nacional de Velocidade Turismos e TCR Ibérico, que se disputou neste último fim-de-semana no Autódromo Internacional do Algarve.

O piloto madeirense até começou bem a jornada, garantindo a pole position nos treinos de qualificação, depois ainda conseguiu terminar a primeira corrida no lugar intermédio do pódio, mas na segunda prova do dia, fruto de um toque provocado por um adversário, foi obrigado a desistir.

Ao volante do VW Golf GTI TCR, do Team Novadriver, Francisco Abreu terminou a primeira corrida a menos de um segundo (0,783) do vencedor, Francisco Mora, em Seat León TRC, depois de ter sido ultrapassado no arranque da prova por este mesmo piloto.

Na segunda corrida, após ter perdido várias posições no arranque, Nuno Batista (Seat León TRC) falhou a travagem e bateu no Golf de Francisco Abreu, danificando a viatura do madeirense, forçando a desistência.

No final da jornada, Francisco Abreu lamentou a infelicidade que teve, mormente na segunda corrida. “Fizemos a melhor volta e o segundo lugar na primeira corrida, colados ao vencedor. Provámos que estamos rápidos e só é pena que a tarde tenha terminado da forma como terminou pois perdemos a oportunidade de conseguirmos melhor e de podermos mesmo fazer mais um pódio”, registou o madeirense que, apesar de tudo, disse que o “fim-de-semana deixou sinais positivos, pois permitiu evoluir”. “Não poderei dizer que estou satisfeito pois não queria acabar assim. Estava no sítio errado à hora errada, restando agora apontar o bom trabalho para Vila Real e aí conseguir dar continuidade ao bom trabalho que temos feito”, revelou

Francisco Mora acabou por se o nome em destaque nas corridas do fim-de-semana no Algarve. O piloto da Veloso Motorsport venceu as duas corridas, dominou as operações e é o líder incontestado do campeonato.

Outras Notícias