Aberta ‘caça’ à Europa

Programa ‘Discover EU’ permite aos jovens com 18 anos da Madeira e restantes RUP viajar pela UE sem custos acrescidos

13 Jun 2018 / 02:00 H.

Até dia 26 de Julho, os jovens europeus de 18 anos podem candidatar-se ao programa ‘Discover EU’, uma iniciativa da Comissão Europeia (CE) que lhes oferece a oportunidade de partir à descoberta da Europa neste Verão.

A primeira fase de candidaturas atribuirá bilhetes para viajar de comboio, ferry, autocarro e, excepcionalmente, avião a 15 mil jovens, com um valor médio de 255 euros.

Estão previstas excepções neste montante para residentes nas regiões ultraperiféricas (RUP), como é o caso da Madeira, para os quais as regras gerais só se aplicam no momento em que chegarem ao continente europeu.

“Pelo reconhecimento de que não poderíamos usufruir desta oferta sem recorrer obviamente ao transporte aéreo, as RUP estão salvaguardadas (...) haverá um reforço da verba, precisamente por reconhecer esta limitação que decorre da nossa situação geográfica”, clarifica Marco Teles, da Europe Direct Madeira.

Assim, os jovens madeirenses, açorianos ou das Canárias, que se mostrem interessados em participar no projecto ‘Discover EU’ poderão recorrer ao transporte aéreo (uma vez na ida e uma vez no regresso), bastando para isso indicar no momento da candidatura a sua origem geográfica.

Note-se que o navio ferry ‘Volcan de Tijarafe’ – que a partir de 1 de Julho passa a assegurar por via marítima a ligação entre a Madeira e o continente – não está contemplado no regulamento do programa ‘Discover EU’, uma vez que a iniciativa começou a ser programada muito antes do ‘desfecho’ do processo do ferry.

Com um orçamento de 12 milhões de euros para 2018, a CE pretende que a iniciativa ‘DiscoverEU’ dê a pelo menos 20 mil jovens a oportunidade de viajarem pela Europa este ano, sendo os bilhetes repartidos pelos 28 Estados-membros (incluindo o Reino-Unido), com quotas fixadas tendo por base a população em relação ao total da EU (no caso português tal corresponderá a cerca de 2% do total de viagens disponíveis).

De referir que este passe permitirá viajar, no máximo, durante 30 dias e visitar até quatro Estados-membros, sendo que o período de viagem terá de ocorrer forçosamente entre o dia 9 de Julho e o dia 30 de Setembro de 2018.

As candidaturas podem ser feitas em linha, até às 12 horas do dia 26 de Julho, no Portal Europeu da Juventude (https://europa.eu/youth/discovereu_pt).

Em primeiro lugar, os candidatos terão de indicar os seus dados pessoais e dar algumas informações sobre a viagem que estão a planear fazer. De seguida, terão de responder a cinco perguntas relacionadas com o Ano Europeu do Património Cultural 2018 e as iniciativas da UE destinadas aos jovens. Por último, terão de responder a uma pergunta para desempatar, que permitirá à Comissão Europeia classificar os candidatos no caso de existirem demasiadas candidaturas.

Uma segunda fase, com pelo menos cinco mil bilhetes, terá lugar no Outono de 2018.

No próximo quadro financeiro plurianual 2021-2027, a Comissão Europeia propõe o alargamento do DiscoverUE, com um orçamento de 700 milhões de euros, a mais 1,5 milhões de jovens de 18 anos.

Quem pode candidatar-se?

Para candidatar-se ao passe de viagem que permitirá a 15 mil jovens europeus visitar até quatro Estados-membros da UE, é necessário reunir as seguintes condições:

ter 18 anos em 1 de Julho de 2018 (ou seja, ter nascido entre 2 de Julho de 1999 e 1 de Julho de 2000 inclusive)

ter a nacionalidade de um dos 28 países da União Europeia

indicar o número do cartão de cidadão ou passaporte no formulário de candidatura em linha

começar a viagem num dos 28 países da UE

iniciar a viagem entre 9 de Julho e 30 de Setembro de 2018

viajar entre um e 30 dias, inclusive

visitar entre, pelo menos, um e quatro países estrangeiros dentro da UE

estar disposto a tornar-se um embaixador DiscoverEU (relatando as suas experiências de viagem, por exemplo através das redes sociais ou mediante uma apresentação na sua escola ou na comunidade local).

É possível candidatar-se a título individual ou enquanto parte de um grupo constituído, no máximo, por cinco pessoas. Neste caso, tem de ser nomeado um chefe de grupo, que é quem preenche o formulário e responde às perguntas no processo de candidatura. O chefe do grupo receberá um código no momento da apresentação da candidatura, que deverá comunicar aos outros membros do grupo para estes se poderem inscrever. Com o código comunicado pelo chefe do grupo, o resto dos membros podem inscrever-se em linha e indicar os seus dados pessoais. Todos os membros do grupo devem ter também 18 anos.

Outras Notícias