A melhor edição da festa luso venezuelana

Nova localização da Festa, na Promenade da Ribeira Brava, atrai mais público

13 Ago 2017 / 02:00 H.

Foi uma aposta ganha a mudança de local para a realização da Festa Luso Venezuelana do campo da Ribeira Brava para a promenade da vila, que ontem à noite se encheu para este evento de celebração da comunidade de emigrantes madeirenses.

Para muitos dos que participaram nas festas dos anos anteriores, a conclusão era óbvia: foi a melhor edição da festa luso venezuelana, muito pela mudança de espaço que se revelou mais acolhedor e propício à animação.

Mais de duas mil pessoas estavam pelas 22h00 na zona em redor do palco, montado na marginal da Ribeira Brava. “Uma opção que se revelou acertada”, segundo a organização.

Boa disposição e gastronomia típica da Venezuela marcam a noite em que muitos preferem cantar para os males espantar do que falar em tristezas que não pagam dívidas, nem resolvem o futuro.

A iniciativa junta espectáculo de música e dança, gastronomia venezuelana e muito convívio.

A animação arrancou às 18h00 e o programa previa as seguintes actuações: Mosquito Deejays, Ricardo Thompson, Márcio Amaro, Juan Gonzalez, Miro Freitas, Triova Voices, Leo Alessandri e Mosquito Deejays. * COM RICARDO MIGUEL OLIVEIRA

Outras Notícias