A importância de vencer antes do ciclo final

15 Abr 2018 / 02:00 H.

Em luta acesa com o Rio Ave, ainda com Chaves, Boavista e Vitória de Guimarães à perna, o Marítimo recebe, esta tarde, o Moreirense, que luta acesamente pela sobrevivência na I Liga portuguesa. Um jogo que encerra um ciclo de cinco jogos (três vitórias e um empate nos quatro jogos anteriores) que lançou a formação maritimista no caminho do 5º lugar, que pode dar aceso a uma prova europeia, antes de entrar num ciclo infernal com que vai encerrar a temporada, e que contempla viagens a Braga e a Chaves, e as recepções ao FC Porto e ao Sporting. “Ainda nem pensei nisso, já o disse antes. É claramente importante manter este ciclo positivo e conseguirmos mais três pontos neste jogo”, sustenta Daniel Ramos, antes de se focar na recta final do campeonato. “Teremos uma ponta final de grande exigência, teoricamente mais difícil que os nossos adversários directos, temos essa noção, mas não faz sentido estar agora a pensar nisso”, reforça.

Para o treinador, o importante é estar focado no embate desta tarde contra o Moreirense. “Este é um jogo muito importante na conquista dos três pontos, se nos quisermos manter na luta pelo 5º lugar”, avança o técnico maritimista.

Para Daniel Ramos, estes jogos com equipas situadas no fundo da tabela, encerram um grau de dificuldade elevado. “Já o disse anteriormente que devemos encarar estes jogos como se fossem contra equipas do cimo da tabela. Por experiência própria, sabemos que é assim e o passado recente também comprova isso. As surpresas acontecem e basta ver como foram as derrotas do FC Porto em Paços de Ferreira e do Sporting no Estoril”, sustenta.

Por tudo isto, Daniel Ramos alerta para a obrigação da equipa maritimista “ser muito competente, pois temos a convicção que ao fazermos um bom jogo estaremos próximos de vencer”.

O técnico verde-rubro alerta ainda para um Moreirense detentor de “um jogo agressivo nos duelos, nos confrontos físicos e ainda forte nos lances de bola parada, pelo que necessitamos de fazer um bom jogo, necessitamos de perceber de que forma nos podemos aproximar da baliza contrária, não dando confiança ao Moreirense de forma que possa pensar discutir o jogo e ficar por cima”. “Será um dos jogos mais difíceis na nossa casa”, considera.

“Temos a clara percepção de que só uma grande ponta final de campeonato nos poderá levar ao 5º lugar. Se conseguirmos lá chegar será um feito de excelência. Espero que a equipa corresponda, desde já esta tarde, e que a nossa massa adepta nos compreenda, pois estamos numa fase em que vamos necessitar de todo esse apoio”, conclui.