800 pulseiras levantadas

Pulseiras de identificação do Programa ‘Estou Aqui!’ ajudam a localizar crianças

17 Jul 2017 / 02:00 H.

A chegada do Verão e as viagens para destinos de férias dentro e fora de portas, têm gerado uma corrida às esquadras para levantamento das pulseiras de identificação de crianças do programa ‘Estou Aqui!’, uma parceria entre a MEO e PSP que vai já na sexta edição.

Na Madeira, soube o DIÁRIO junto do Comando Regional da PSP, este ano já foram distribuídas cerca de 800 pulseiras com códigos de identificação para ajudar a encontrar pessoas. Um programa que, desde 1 de Dezembro de 2015 passou também a contemplar os idosos com problemas de orientação.

A maioria dos destinatários das pulseiras azuis na Madeira são crianças de cinco e seis anos, sendo que o programa está particularmente dirigido para o escalão etário de 2 a 10 anos.

Os pais pretendem assim garantir um meio a que possam recorrer caso, por qualquer eventualidade, os filhos escapem ao ‘radar’ parental durante as férias, o que por vezes acontece sobretudo nos locais públicos com grande aglomeração de pessoas e onde é fácil perder o contacto visual com os sempre irrequietos pequenos: praias, centros comerciais, festas, arraiais...

Para beneficiar desta forma de encontrar crianças que se perderam dos adultos, basta fazer um registo gratuito na PSP e depois levantar na esquadra a pulseira à qual é atribuído um código e que será colocada no pulso dos mais novos.

O programa ‘Estou Aqui!’, na sua versão para crianças, visa agilizar o contacto imediato com os pais ou educadores. A criança é identificada através da pulseira onde consta um código alfanumérico único, pessoal e intransmissível - imperceptível para o cidadão comum - mas através do qual a PSP consegue identificar a criança e contactar os pais.

As pulseiras funcionam para turistas que estejam cá de férias como também para os madeirenses, dentro e fora de portas, desde que o destino de férias seja a União Europeia. “O programa ‘Estou Aqui’, funciona nos casos em que pais e crianças se desloquem ao estrangeiro, mas apenas nos países da União Europeia”, confirma o Comando Regional da PSP ao DIÁRIO.

A PSP da Madeira recebeu cerca de 1000 pulseiras este ano sendo que ainda possuía cerca de 100, sobrantes do ano anterior. Portanto, ainda há 300 disponíveis.

A procura tem aumentado sobretudo desde o início da sexta edição do programa, que arrancou a 1 de Junho de 2017, Dia Mundial da Criança, mas o conceito já impactou mais de 163.000 crianças que, ao longo dos últimos 5 anos, usaram as famosas pulseiras azuis de identificação em todo o país.